Inovação tecnológica na construção de indicadores para avaliação da implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra

Milena Moreira Brandão

Resumo


Apesar do Brasil apresentar um grande contingente de afrodescendentes e ser considerado o país da “democracia racial” (CHOR, 2005), a população negra apresenta os piores indicadores sociais, a exemplo do baixo nível de escolaridade; maiores taxas de desemprego e, quando empregados, estão inseridos nos piores cargos e têm menos acesso a bens e serviços sociais (BATISTA, 2013; HERINGER, 2002; LOPES, 2004). Essas características acabam tornando esse grupo social vulnerável ao ambiente ao qual estão inseridos tendo em vista que suas necessidades reais não são contempladas (LOPES, 2004).
Esse fato ocorre em detrimento das marcas deixadas pela escravidão, que resultaram num processo de marginalização socioeconômica e desigualdades étnico raciais (HERINGER, 2002).
A Política Nacional da Saúde Integral da População Negra (PNSIPN), foi criada com o intuito de garantir, a população negra, que os princípios e diretrizes do SUS fossem cumpridos, como a implantação de melhorias das condições de saúde, no que tange a promoção, prevenção e recuperação de doenças e agravos transmissíveis e não transmissíveis, além de priorizar a redução das desigualdades étnico raciais e combater a discriminação nas instituições e serviços de saúde da população em questão. (BRAZIL, 2013).
Contudo é necessário avaliar a implementação desta política nos serviços de saúde, sendo que para isso podem ser utilizadas tecnologias leves. Estas são compreendidas como a tecnologia cientifica impalpável, sob forma de conhecimento empírico, onde a essência se sobrepõe a existência (LOPES et al, 2009).
A incorporação dessas tecnologias constitui-se uma importante ferramenta para a formulação de ações que possam interferir diretamente nos serviços de saúde (LORENZETTI, 2012).
Isto posto, o objetivo deste plano de trabalho foi elaborar um manual instrucional para ser utilizado pelos gestores com o intuito de avaliar a implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra nos serviços de saúde.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.3874

Apontamentos

  • Não há apontamentos.