DIVERGÊNCIAS E CONVERGÊNCIAS ACERCA DA FIGURA D MULHER NA NARRATIVA MÍTICA DE PROMETEU E NO MITO DOS VIGILANTES: UMA RELAÇÃO SOBRE O ‘IDEA’ DE MULHER E SEU LUGAR NA LITERATURA GREGA E JUDAICA ANTIGA A PARTIR DA HISTÓRIA COMPARADA DAS RELIGIÕES

Andrey Sá Barreto Souza

Resumo


O trabalho que segue tem como objetivo realizar uma análise acerca da representação da
figura do feminino no Mito de Vigilantes presente no Apócrifo de Enoque e o mito de
Prometeu presente na Teogonia de Hesíodo. Tendo em vista as inter-relações entre a
cultura grega e Judaica no período Helenístico. Para tal, partimos do método da história
das religiões desenvolvidos por Mircea Eliade, este que compreende o Mito enquanto
uma das formas de representação da realidade cultural dos indivíduos; uma narrativa
que, ao explicar como as coisas são como são, demarca de forma ontológica as relações
entre o homem antigo e o desenvolvimento do seu universo cosmogônico e social.
Segundo Eliade, o historiador das religiões deve buscar compreender, a partir
das narrativas míticas, as possibilidades de significação do mundo praticadas por
homens de uma determinado tempo histórico e local geográfico, tendo em vista as
interações entre a narrativa mítica em si e as estruturas históricas presentes no período
em que são localizadas. Em outras palavras, para além do exercício de compreensão da
estrutura narrativa, são os conflitos socioculturais que permeiam as mesmas que
importam para o historiador das religiões, que ao compreender as relações existentes
entre mito e história, extrai dessa narrativa protológica as possibilidades de significação
do homem que a vivencia e o seu contexto social.
Para tal, partimos da hipótese de que ambas as narrativas míticas – o mito de
Prometeu e o mito dos Vigilantes – possuem intersecções geradas no processo de
helenização do Oriente Médio que ocorreu entre os séculos II e III a.E.C a parir de
Alexandre Magno e seus descendentes. Desta forma, o problema que norteia esse
trabalho é: quais os pontos de semelhança entre as representações do feminino
existentes na narrativa mítica de Prometeu e do Mito dos Vigilantes?
Para responder a esta questão norteadora, o trabalho apresenta três objetivos
específicos: a) compreender o Mito enquanto uma fonte de pesquisa histórica, b)
abordar o período Helenístico como um período de interação cultural e política entre
Gregos, Judeus Helenizados e Judeus. C) realizar uma análise comparativa acerca das
representações da mulher existentes em ambos os mitos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.