NOS PASSOS DA PRINCESA: A DANÇA CÊNICA EM FEIRA DE SANTANA ENTRE 1950 E 1980

Luciano Santos do Nascimento

Resumo


Com o intuito de mapear as atividades nas quais a dança figurou como uma linguagem cultural e artística em Feira de Santana, entre 1950 e 1980, este trabalho busca produzir dados sobre o desenvolvimento da dança cênica, entendendo que para além de regras e padrões estéticos e técnicos, as práticas dançantes estão inseridas em convenções sociais, em coerência com seu tempo e espaço de execução (CERBINO, 2016). Identificar as pessoas que se utilizaram dessa arte e como elas dialogaram com o cenário cultural, entendendo a dança como uma arte corporal, e como tal, se faz de gestos e movimentos possibilitados pelo contexto histórico que forja o que é adequado a ser consumido e apreciado enquanto uma expressão artística e cultural (BOURDIEU, 2007). Dessa forma, pretende-se captar os passos da dança cênica nos variados espaços que essa arte pode ser disseminada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos