A CRÍTICA DA CIÊNCIA PSICOLÓGICA EM WITTGENSTEIN

Naama Enéas da Silva Almeida

Resumo


Trata-se de analisar a crítica de Wittgenstein à gênese dos conceitos psíquicos, problematizando o estatuto de ciência do próprio saber psicológico. Wittgenstein resgata a gênese das confusões conceituais acerca das expressões psicológicas partindo da concepção de significado. Apresenta-se a tese de que tanto a perspectiva introspeccionista quanto a behaviorista fundamentam-se numa ficção gramatical que teria como principal consequência a indeterminação do significado dessas expressões. Como objetivo geral, pretendemos evidenciar como, a partir da noção de significado, Wittgenstein critica perspectivas de psicologia antagônicas e a própria gênese da ciência psicológica. Os objetivos específicos consistem em compreender as consequências conceituais da adoção do paralelismo psico-físico em psicologia; esclarecer as implicações da apropriação de um modelo de significado referencialista, fazendo ver que se trata da redução do discurso a um tipo de enunciado declarativo; explorar a crítica de Wittgenstein ao behaviorismo e ao introspeccionismo, a fim de fazer ver o quanto partilham o mesmo modelo de significado, a despeito de tratar-se de perspectivas antagônicas; avaliar em que medida a redução do discurso psicológico ao tipo “enunciados de observação” não seria uma consequência da subordinação da psicologia ao modelo de investigação das ciências naturais; esclarecer a relação entre o caráter inobservável da consciência alheia e a possibilidade de fazer ciência psicológica. Vale ressaltar a importância desse tema tanto no âmbito da psicologia quanto no da filosofia, uma vez que os enigmas relacionados ao mundo da consciência permeiam as discussões a respeito do estatuto e da possibilidade da ciência psicológica, sendo por outro lado caro à filosofia o conjunto de reflexões sobre a significação lógica e, por conseguinte, o discernimento entre os domínios do expressivo e do descritivo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.3931

Apontamentos

  • Não há apontamentos.