A INFLUÊNCIA LUNAR NA CAPTURA DE MORCEGOS (MAMMALIA, CHIROPTERA) NA SERRA DA JIBOIA, RECÔNCAVO SUL DA BAHIA

Bruna da Silva Sampaio

Resumo


Morcegos são alguns dos principais componentes das mastofaunas neotropicais, representando uma parcela bastante significativa do total de mamíferos amostrados nos diferentes ambientes (Reis et al. 2007). No Brasil, das cerca de 700 espécies de mamíferos conhecidas em nosso país, cerca de 175 são morcegos (Nogueira et al. 2014). Morcegos costumam ser animais abundantes nos ambientes onde vivem, formando, em muitos casos, grandes colônias que desempenham um papel importante nos ecossistemas (Reis et al. 2013). Alguns mamíferos, incluindo morcegos, apresentam alterações comportamentais durante as diferentes fases da lua em resposta à luminosidade lunar. Esta alteração é chamada de "fobia lunar" e já foi observada em alguns trabalhos anteriores (e.g. Breviglieri, 2011; Mello et al. 2013). A importância destes animais, mencionada acima, apenas reforça a necessidade em investir mais tempo em reconhecer as faunas de quirópteros brasileiros, especialmente em biomas onde a riqueza de espécies ainda é, provavelmente, bastante subestimada, como no caso da Mata Atlântica. Os objetivos deste trabalho incluem a elaboração de uma lista das espécies de morcegos encontradas na Serra da Jiboia, o cálculo das abundâncias absoluta e relativa de cada espécie registrada e a análise de dados para verificar a ocorrência de influência lunar na captura de morcegos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.3980

Apontamentos

  • Não há apontamentos.