UTILIZAÇÃO DO GOOGLE EARTH ENGINE COMO FERRAMENTA PARA AVALIAÇÃO DA EXPANSÃO DA MANCHA URBANA NO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA-BA

Brenda de Souza Santino

Resumo


O município de Feira de Santana, situado no estado da Bahia, é hoje a segunda maior cidade do estado, e de acordo com o último senso do IBGE, apresenta uma população de 617.528 habitantes. Segundo Bittencourt et al. (2006), o processo de evolução urbana se intensificou a partir da década de 1970 com a implantação do Centro Industrial do Subaé (CIS), que consistiu numa introdução de diversas indústrias na cidade. Assim, é importante entender de que forma esse crescimento econômico está afetando as mudanças que estão ocorrendo em seu território, em especial nas questões ambientais.
O Google Earth Engine (GEE) foi criado recentemente para ser uma plataforma online de armazenamento de imagens de Sensoriamento Remoto (Horowitz, 2015), onde os custos substanciais em recursos e tempo são bastante reduzidos, primeiro por não ser necessário fazer download para fazer várias análises em uma imagem, e também o próprio programa disponibiliza recursos para o processamento da imagem online (Santos et al, 2016). Assim, torna-se viável a aplicação de seu uso em alterações de mudança na mancha urbana em cidades consideradas médias, verificando a potencialidade da plataforma e seus classificadores.
Esse trabalho tem como objetivo analisar a expansão da mancha urbana na cidade de Feira de Santana-BA, no período de 2005 a 2016 e suas implicações ambientais, por meio da plataforma do Google Earth Engine.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.