AVALIAÇÃO DA INFECÇÃO EXPERIMENTAL PELO Toxocara canis E Ascaridia galli EM FRANGOS Label Rouge1

Ellen Monteiro Ribeiro Santos

Resumo


A criação de frangos em um sistema semi-intensivo, é responsável por potencializar a sobrevivência de ovos no meio ambiente, favorecendo assim as infecções causadas por geohelmintos, atribuindo as aves um papel de indicadores de contaminação ambiental.(OLIVEIRA,2017) Em boa parte das infecções, as aves são acometidas por nematódeos da família Ascarididae (SILVA et.al, 2016) a exemplo do Toxocara canis e Ascaridia galli.
Caracterizada como uma geozoonose de distribuição mundial, a toxocaríase é ocasionada por um nematódeo do gênero Toxocara spp. (Toxocara canis e Toxocara cati), onde o homem, outros mamíferos e aves atuam como hospedeiros paratênicos, onde o parasito não realiza o ciclo completo (RAPOSO, 2014) A infecção pelo Toxocara spp. ocorre pela ingestão de ovos larvados presentes no solo, água, alimentos e no pêlo de animais infectados, as larvas são liberadas no intestino, fazem migração extra intestinal, mas encistam em diversos órgãos e tecidos, onde podem permanecer viáveis por longos períodos. No ser humano podem alojar-se no fígado, pulmões, cérebro e olho, causando as síndromes características (OVERGAAUW, van KNAPEN, 2013).
Poucos estudos experimentais têm sido realizados, segundo Raposo (2014) infecções experimentais com Toxocara spp. são essenciais para avaliação da influência da infecção no desenvolvimento das aves e do comportamento migratório do parasito, infectividade, recuperação de ovos e larvas, além de auxiliar na compreensão das reações cruzadas com outros ascarídeos, a exemplo do Ascaridia galli. Estudos sobre a contaminação cruzada com outros ascarídeos ainda é recente, von Söhsten et al (2017) afirmam que a resposta humoral e celular entre T. canis e A. galli ainda precisa ser avaliada.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.