CARACTERIZAÇÃO ESPECTRAL DE SOLOS DO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA - BA

Ramon Oliveira Santos

Resumo


O estudo de solos de uma região, nos dias atuais, tem um caráter essencial na preservação do ambiente, uma vez que entender suas propriedades, constituição e morfologia é requisito para a realização de um manejo adequado deste recurso natural (RESENDE et al., 2014). Assim, utilizar geotecnologias como o sensoriamento remoto para a realização de estudos ambientais é uma inovação que vem contribuindo para a obtenção de resultados satisfatórios.
A espectroscopia ou espectrorradiometria de reflectância é uma das principais técnicas de sensoriamento remoto que tem sido utilizada nos últimos anos para caracterização de diferentes alvos terrestres, tais como rochas, água, vegetação e solos (NOVO, 2008). Esta capta o fluxo de radiação de eletromagnética refletida por objetos, neste caso o solo, sem haver o contato físico entre o sensor e o alvo. Os valores de reflectância do objeto ao longo espectro eletromagnético define o seu comportamento espectral (BELLINASO, 2009).
A realização de análises espectrorradiométricas de amostras de solos visa caracterizar as curvas de reflectância geradas, descrevendo assim o seu comportamento espectral. A reflectância é determinada por espectrorradiômetros e pode ser representada por gráficos (SATO, 2015). Cada classe de solo possui uma determinada assinatura espectral, pois esta é alterada principalmente por fatores como teor de matéria orgânica, teor de ferro, composição mineralógica, teor de umidade e textura.
A área de estudo é o município de Feira de Santana, localizado a leste do estado da Bahia, entre a Zona da Mata e o Sertão, em uma zona de transição designada de Agreste Baiano. Os solos do município são Chernossolo, Planossolo, Latossolo vermelho amarelo, Argissolo vermelho amarelo e Neossolo (EMBRAPA/SUDENE, 1973). É constituído geologicamente por conglomerados/brechas, diatexitos, gnaisses charnockíticos, granitoides. A vegetação predominante engloba o contato caatinga-floresta estacional e floresta estacional decidual. As unidades geomórficas são pediplano sertanejo, tabuleiros interioranos e tabuleiros pré-litorâneos (BAHIA, 2017).
O presente trabalhou buscou pesquisar o comportamento espectral de solos localizados nas áreas de olarias, que geralmente se encontram próximas a margem de lagoas e nascentes. Assim, o uso da espectrorradiometria para a caracterização espectral de solos é bastante relevante, pois essa técnica além de inovadora, não polui o meio ambiente e tem baixo custo, possibilitando assim o estudo dos solos de forma rápida e sustentável (CLARK, 1999).


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.4036

Apontamentos

  • Não há apontamentos.