RISCOS GEOLÓGICOS ASSOCIADOS AOS MOVIMENTOS DE MASSA NAS FALÉSIAS DA COSTA DO DESCOBRIMENTO, BAHIA

Sasha Kaline Santana Botelho

Resumo


Movimentos de massa ou fluxos gravitacionais de sedimentos, regolito e rochas, têm sido
estudados tanto para as áreas urbanas, como para as margens de diversas rodovias. Esses estudos
baseiam-se na premissa de que os movimentos de massa se constituem nos principais riscos
geológicos de cidades topograficamente acidentadas, bem como, podem provocar acidentes e
interrupções no tráfego ao longo de rodovias.
Embora movimentos de massa sejam muito estudados em áreas urbanas e ao longo de
rodovias, poucos são os estudos associados a falésias (Santos Jr. et al., 2005). Entende-se por
falésias, paredões rochosos de faces abruptas, formadas pela ação erosiva das ondas sobre as rochas
(Suguio, 1998) e, por isso, podem estar sujeitas a constantes processos como erosão que geram a
ocorrência de deslizamentos e por consequência o recuo das encostas. Na Costa do Descobrimento,
encontram-se falésias podem atingir até 40m de altura e são em parte caracterizadas como falésias
ativas, onde suas bases estão constantemente expostas à ação das ondas e também aos processos
erosivos provocados pela alta pluviosidade do sul do Estado da Bahia.
Os sedimentos que compõem as falésias da Costa do Descobrimento são pertencentes a
Formação Barreiras, que data do Neógeno (Lima et al., 2006; Lima e Dominguez, 2015). Lima et
al. (2006) fizeram uma descrição das litofácies presentes na mesma, identificando o predomínio de
arenitos, folhelhos e siltitos e, secundariamente, aparecendo os conglomerados. Como estruturas
geológicas mais abundantes, encontram-se as juntas tectônicas em pares conjugados de direções
NW-SE e NE-SW (Lima et al., 2006).
Apesar de abrigar as cidades de Santa Cruz de Cabrália, Porto Seguro e Prado, a Costa do
Descobrimento possui dezenas de quilômetros sem áreas urbanas, ocupada principalmente por
empreendimentos de hotelaria e onde o fluxo turístico leva uma grande quantidade de visitantes,
que têm nas praias as principais áreas de lazer. Este trabalho visa identificar os movimentos de
massa que ocorrem nas falésias da Formação Barreiras, entre as localidades de Arraial D’Ajuda e
Caraíva, Costa do Descobrimento, sul da Bahia, analisando de forma semiquantitativa, os riscos
geológicos associados à instabilidade das falésias e aos movimentos de massa associados.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.4038

Apontamentos

  • Não há apontamentos.