EFEITOS DA DESCOERÊNCIA NA DINÂMICA DE ÁTOMOS INTERAGINDO COM UM CAMPO EM UMA CAVIDADE E SEU EFEITO NA COMPUTAÇÃO QUÂNTICA

Lauro de Jesus Mascarenhas

Resumo


Nos últimos anos tem sido dado uma grande atenção à computação quântica e o
seu interesse tem sido intensificado em função do desenvolvimento de algoritmos que
possibilitam a fatoração de números primos com velocidade superior à computação convencional.
Algoritmos baseadas no controle de estados quânticos, ou simplesmente algoritmos
quânticos, oferecem um ganho exponencial de eficiência em relação à algoritmos
clássicos equivalentes. No entanto, a implementação experimental destes algoritmos
esbarra em um grande obstáculo: a descoerência. Resultante da interação do sistema
de interesse com o ambiente externo, a descoerência dificulta o controle de estados
quânticos e a realização das operações que compõem os algoritmos. A descoerência
leva os estados a perderem gradualmente seu caráter quântico e, consequentemente, sua
utilidade em computação quântica fica comprometida. Para compreender a descoerência
diversos modelos têm sido propostos. O mais geral requer a análise da interação entre o
sistema e o ambiente, mas existem outros modelos baseados em métodos estocásticos.
Um modelo estocástico foi proposto por Joshi em 1995, o modelo consiste em adicionar
uma fase que realiza salto aleatório no coeficiente de acoplamento da interação. Nesta
proposta, pretendemos aplicar modelos estocásticos para descrever a dinâmica átomocampo
em cavidades.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.4073

Apontamentos

  • Não há apontamentos.