Estratégia de Mitigação contra Colisão de Objetos Espaciais com a Terra: Distribuição de Órbitas com Sistema de Propulsão Não-ideal

Lucas dos Santos Ferreira

Resumo


Atualmente o olhar de boa parte da comunidade científica voltada ao estudo da dinâmica orbital tem investigado há existência de corpos celestes que podem apresentar um perigo a vida na Terra muito maior que os causados pelos DE próximos ao nosso planeta. Esses entes espaciais são o que conhecemos como Near-Earth Objects ou NEO. Em (ARAUJO,2011) vemos a apresentação de uma definição para esses corpos, seriam eles objetos que durante sua órbita apresentam uma aproximação periódica com a orbita da Terra. Sendo assim “[...] apresentam ameaça para a vida na Terra, já que existe a possibilidade de um evento catastrófico[...]” (Ibdem) caso houve-se contato NEO-Terra.
O estudo da dinâmica dos NEO é um ponto que tem recebido um destaque em termos de investigação cientifica nos últimos tempos (MAINZER et al). Diante da possibilidade de dinâmicas colisionais envolvendo a Terra com esses corpos, muitos pesquisadores têm direcionado suas observações para o catalogo desses potenciais sistemas. Frente a esses fatores é imperativo um estudo que permita além de catalogar a existência, proximidade e a composição desses corpos criar um mecanismo de defesa para um possível alerta de uma dinâmica colisonal com a Terra.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.4074

Apontamentos

  • Não há apontamentos.