CARTAS RELIGIOSAS DE EULÁLIO MOTTA: EDIÇÃO DIGITAL E ESTUDO DO VOCABULÁRIO RELIGIOSO NO CADERNO FARMÁCIA SÃO JOSÉ

Stephanne da Cruz Santiago

Resumo


Nascido na cidade de Mundo Novo-BA, em 1907, o escritor Eulálio de Miranda Motta guardou documentos durante quase toda sua vida. Essa prática de arquivamento de suas memórias deu origem a um acervo pessoal que hoje é objeto de estudo de diversas pesquisas na área de crítica textual, crítica genética, estudos do léxico, história e literatura. Apesar de ter uma formação acadêmica em farmácia, a veia de escritor pulsava mais forte em Eulálio Motta, sendo essa a atividade que ele se dedicou durante toda a sua vida. Além de literato, Eulálio Motta se voltou também para o jornalismo, publicando críticas literárias diversas acerca de leituras políticas, religiosas; comentando notícias, publicando poemas, causos, crônicas. Atuou também como pasquineiro, publicando diversos panfletos contendo propagandas políticas, assuntos religiosos e alguns poemas.
Muitas dessas informações sobre o autor foram descobertas graças ao seu acervo. Eulálio Motta guardou em seu acervo uma enorme quantidade de textos autorais, mantidos em avulsos ou em cadernos, além de fotos, diplomas, coleção de cédulas antigas, documentos pessoais, correspondência passiva, ativa e de terceiros, além de objetos pessoais, como sua máquina de datilografar. Dentre toda essa documentação, destacam-se os 15 cadernos que o autor deixou cadernos que abrigam uma vasta documentação inédita e, por isso, têm um valor inestimável para pesquisa, tanto para conhecer mais sobre a história de vida do autor e sobre sua comunidade, quando para compreender e expandir sua obra, pois há diversos textos literários nos cadernos.
O caderno Farmácia São José é um dos cadernos que compõe o acervo de Eulálio Motta, tendo diversos gêneros textuais escritos nele. O gênero que mais se destaca é o epistolar, que toma mais da metade da extensão do caderno. Dentro do gênero epistolar, a temática religiosa é a mais recorrente, sendo esse o recorte selecionado para a pesquisa: as cartas religiosas. O vocabulário contido nos textos de Eulálio Motta reflete sua visão de mundo e de sua comunidade também, como seus relacionamentos interpessoais. Considerando isso, é importante realizar um estudo do vocabulário religioso das cartas com essa temática que se encontram no caderno Farmácia São José.
Para a edição digital, esse estudo e confecção de um glossário para integrar a edição é essencial, pois irá facilitar bastante a leitura e compreensão dos textos do autor, considerando que há lexias bem particulares das religiões católica e protestante, que poderia dificultar, até certo ponto, o entendimento dos textos.
A elaboração de glossários a partir das unidades lexicais que compõem o texto é de vital importância para a sua compreensão, visto que, conforme afirma Telles (2012), o léxico é “o primeiro elemento linguístico com que se depara o filólogo ao tentar ler e transcrever um texto manuscrito” (TELLES, 2012, p. 137). O léxico pode ser compreendido como as palavras existentes em uma língua, contudo, essa concepção não reflete a sua verdadeira natureza, pois, de acordo com Biderman (1981), o léxico “inclui a nomenclatura de todos os conceitos linguísticos e não-linguísticos e de todos referentes do mundo físico e do universo cultural, criado por todas as culturas humanas atuais e do passado” (BIDERMAN, 1981, p. 138).
A presente pesquisa busca apresentar o levantamento e análise das lexias religiosas encontradas no caderno Farmácia São José, utilizando os critérios para a classificação de lexias simples, compostas e complexas de Bernard Pottier (1977) e utilizando a ferramenta computacional AntConc, que realiza o levantamento de lexias, utilizando a metodologia proposta por Liliane Barreiros (2017), bem como critérios de adequação dos textos para serem lidos pela ferramenta AntConc e elaboração de uma ficha de análise lexical.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.4120

Apontamentos

  • Não há apontamentos.