CULTIVO DE PHYSALIS ANGULATA L. SOB DIFERENTES DOSES DE ADUBO E SUA INFLUÊNCIA NO PESO DE SEMENTES.

Josandra Souza Teles Fonseca

Resumo


Mesmo com promissor potencial para a produção de fármacos ou ainda na fruticultura, por apresentar frutos comestíveis, pouco se sabe acerca das técnicas e manejo adequados para o cultivo da espécie Physalis angulata L. Quanto aos requerimentos nutricionais, os estudos até agora apontam uma necessidade de fornecimento externo de matéria orgânica e nutrientes, acelerando não apenas o crescimento, mas também afetando o ciclo fenológico das plantas e produção de flores e frutos (CRUZ et al., 2015; LEITE et al., 2017). Ainda não estão bem definidas quais as fontes de nutrientes e as dosagens dos macronutrientes mais efetivas. Nesse sentido, adequações das condições de cultivo se fazem necessárias a fim de se obter material de melhor qualidade e que deverão ser refletidas na qualidade dos frutos e sementes produzidos. Em termos comerciais, ou mesmo experimentais, há necessidade de apropriar todos os processos dirigidos à obtenção de sementes sadias e vigorosas visando a conservação das espécies bem como no fornecimento de germoplasmas para plantios.
Assim, este trabalho objetiva cultivar plantas de P. angulata em ambiente protegido e avaliar a influência de dosagens de adubação química no desenvolvimento dos frutos e no ganho de peso de sementes.


Texto completo:

PDF PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.4152

Apontamentos

  • Não há apontamentos.