VIRTUALIZAÇÃO DE INSTÂNCIAS DE NÉVOA EM MÁQUINAS VIRTUAIS

Higor Vital da Silva Sant’Anna

Resumo


Um modelo baseado em nuvem tornou-se a abordagem padrão para as plataformas de
internet de coisas ( Internet of Things, IoT). Devido às limitações de mobilidade,
localização e baixa latência da arquitetura centralizada em nuvem, as propostas atuais
de IoT como Aazam et al. (2014), Satyanarayanan et al. (2009), Dinh et al. (2013) e Hu
at al. (2015) estão fomentando uma mudança de paradigma importante em direção a um
modelo descentralizado.
Em particular, como definido por Bonomi (2012), a computação em névoa ( fog
computing ) é um paradigma que estende os recursos computacionais de forma integrada
com elementos de rede como switches , roteadores e gateways . A abordagem distribuída
de névoa reduz a quantidade de dados transferidos para a rede central, capturando e
processando os dados necessários localmente em cada dispositivo de borda.
Até onde vai nosso conhecimento, atualmente não existem plataformas de computação
em névoa prontamente disponíveis e que podem ajudar os pesquisadores a projetar e
verificar algoritmos distribuídos em uma escala IoT real. O objetivo desse trabalho é a
implementação de um framework que permita a inicialização, a configuração e o
controle da execução de instâncias de máquinas virtuais de forma escalável em
diferentes máquinas hospedeiras conectadas em rede local.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.4189

Apontamentos

  • Não há apontamentos.