Descrição da genitália masculina de algumas espécies de Agelaia Lepeletier 1836 (Vespidae, Epiponini)

Ruyter Jesus de Cerqueira

Resumo


Agelaia conta atualmente com 31 espécies descritas que se distribuem do México ao
norte da Argentina (Cooper, 2001), 15 delas ocorrem no Brasil,
sendo uma endêmica. Uma espécie fóssil também foi registrada para esse gênero (Carpenter
& Grimaldi, 1997). A diferenciação de castas para Agelaia é a mais pronunciada dentre os
Epiponini, com clara diferenciação entre rainhas e operárias (Jeanne1991).
Os ninhos são variáveis, alguns dentre os maiores já descritos para os Epiponini, com
população de até um milhão de indivíduos (Richards & Richards, 1951; Richards, 1978;
Zucchi et al., 1995; Wenzel, 1998). A genitália masculina de Epiponini tem sido de
fundamental importância para a
elucidação das relações entre as espécies de vários gêneros dessa tribo. Dessa forma a
presente proposta visa a descrição/redescrição da genitália de algumas espécies de Agelaia.
Os machos disponíveis tiveram suas genitálias retiradas e clareadas. Um total de quatro
espécies tiveram suas genitálias descritas (Agelaia angulata, Agelaia areata, Agelaia
cajennensis, A. centralis).
Infelizmente, dados sobre a genitália de machos em grupos de Epiponini, ainda são raros na
literatural, devido, como é de se esperar de grupos haplodiplóides, a dificuldade de se
encontrar machos em colônias de vespas sociais. Varios fatores tem sido descritos como
importantes para o grupo como: a relação entre o comprimento e a largura do parâmero; o
espinho do parâmero, bem como a presença ou ausencia de cerdas; o edeago, que em Agelaia
não apresentou variações, exceto em relação aos dentes, que podem ser uniformes, maiores ou
menores no ápice ou na base. O cuspis e o digitus das espécies não apresentaram diferenças
dignas de nota, mas podem apresentar pequenas variações na região apical, sendo mais
arredondada ou pontiaguda, bem como o tamanho e distribuição das cerdas.
Os dados apresentados serão de importância taxonômica, bem como na elucidação das
relações entre as espécies do gênero.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.