TESTE DE ANTAGONISMO DA MICROBIOTA DO SORO DE QUEIJO COMERCIAIS E COALHADAS PRODUZIDOS DE FORMA ARTESANAIS

Simone Brandão da Silva

Resumo


O leite é um alimento de grande importância na alimentação devido ao seu elevado valor nutritivo, como fonte de proteínas, lipídios, carboidratos, minerais e vitaminas, sendo por isso considerado um ótimo substrato para o crescimento de vários grupos de microrganismos, desejáveis e indesejáveis (SOUZA et al. 2009; MENEZES et al. 2014). Além dos valores nutricionais, o leite e seus derivados se destacam pela presença de microrganismos benéficos à saúde humana, a exemplo das bactérias lácticas (BAL), onde muitas destas apresentam características probióticas. As bactérias lácticas são comumente utilizadas em processos fermentativos e desempenham um papel fundamental no processo de fermentação do leite e produtos derivados, sendo sua utilização um dos métodos mais antigos de preservação (OUWEHAND; VESTERLUND, 2004; VIEIRA, 2011; FARINHA, 2016), resultado da formação de metabólitos que provavelmente exercem efeitos inibitórios sobre patógenos que acometem o homem e animais.
Diante do exposto, o presente trabalho visa averiguar a presença de metabólitos inibitórios sobre patógenos intestinais em amostras de soro do queijo comercial minas frescal industrial e de amostras de soro de coalhada, mussarela, minas frescal artesanal. No decorrer da execução do trabalho houve a inclusão do chá de kombucha produzido de forma artesanal nas análises, visto que é uma bebida saudável e segundo Bruschi et al. (2018) o chá de Kombucha tornou-se uma bebida muito popular nestes últimos anos por causa dos seus potenciais efeitos benéficos à saúde humana.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.