BIODIVERSIDADE DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS DO LITORAL DO ESTADO DA BAHIA

Verônica Santos de Andrade

Resumo


Geralmente acredita-se que o Reino Animal tenha se originado nos oceanos arqueozóicos bem antes do primeiro registro fóssil. Todo filo importante de animais tem pelo menos alguns representantes marinhos; alguns grupos, tais como os cnidários e os equinodermos, são em grande parte ou completamente marinhos. A partir do ambiente marinho ancestral, grupos diferentes de animais invadiram a água doce, e alguns moveram-se para a terra. (RUPPERT & BARNES, 7ed. 2005).
O Brasil é um país muito rico em diversidade animal, o que nos leva a entender a importância dos estudos filogenéticos dos animais que aqui habitam, dentre estes encontram-se os invertebrados marinhos que representam, uma grande parte da nossa fauna e que são de suma importância, para entender, os resultados dos processos que viemos sofrendo ao longo do tempo, um destes é a poluição ambiental, que atinge diretamente os nossos mares e consequentemente os nossos organismos que necessitam deste ambiente em boas condições para uma boa sobrevivência e perpetuação da espécie. Visto isso, a realização de inventários faunísticos e a manutenção das coleções zoológicas são de suma importância para conhecimento da biodiversidade de determinados grupos e conhecimento dos mesmo na visão taxonômica, os acervos de certa forma não necessariamente utilizados apenas para armazenar espécies já descritas, mas também conservar espécies novas para a ciência. Um dos órgãos que protegem a nossa fauna é o Instituto Chico Mendes, que conduz um processo de avaliação do estado da conservação da fauna brasileira avaliando assim, o risco de extinção de todos os vertebrados e algumas ordens ou famílias de invertebrados que ocorrem no Brasil. Por
esses motivos, esses organismos, um espécime de cada tipo, é mantida no acervo do museu para que se tenha registro histórico de quais formas de vida e quais espécies viveram sobre o litoral baiano.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.