Estudos taxonômicos em Boraginaceae s.l do Semiárido (PPBIO), com ênfase nas espécies da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil

Raynara Silva Santos

Resumo


Boraginaceae s.l sofreu muitas modificações na sua tradicional delimitação que incluía quatro subfamílias Ehretioideae (Mart.) Arnott, Boraginoideae Arnott, Cordioideae (Link.) Cham. e Heliotropioideae (Schrad.) Arnott (Judd et al. 2009). Atualmente, com base em dados moleculares, Boraginaceae s.str. está inserida na ordem Boraginales, junto com Codonaceae, Coldeniaceae, Cordiaceae, Ehretiaceae, Heliotropiaceae, Hoplestigmataceae, Hydrophyllaceae, Lennoaceae, Namaceae e Wellstediaceae (BWG 2016).
Na área de estudo ocorrem às famílias Cordiaceae e Heliotropiaceae (BWG, 2016). Cordiaceae possui 400 espécies distribuídas por todo mundo, especialmente na região tropical e subtropical (BWG, 2016). São arbustos, subarbustos ou raramente lianas, com codilédones plicados e, geralmente, estiletes duas vezes dicotômicos com quatro estigmas, características exclusivas da família dentro das Boraginales (BWG 2016). Essa família possui apenas dois gêneros: Varronia P. Brown e Cordia L. (Miller & Gottschling 2007). Em Varronia as inflorescências são em glomérulos ou espigas e Cordia em panículas. No Brasil esses gêneros totalizam 87 espécies, sendo Varronia com 32 e Cordia com 55 espécies (Flora do Brasil 2020, em construção).
A família Heliotropiaceae possui 450 espécies com quatro gêneros Euploca Nutt., Heliotropium L., Ixorhea Fenzl, Myriopus Small e Tournefortia L. (Weigend & al., 2014).O gênero Ixorhea é o único que não ocorrer no Brasil, pois é endêmica da Argentina (Diane, 2002). A família é caracterizada principalmente por apresentar inflorescências em monocásios escorpioides e estigma inteiro, ocorrem em todo mundo, especialmente nas regiões tropical e subtropical (BWG 2016). Os gêneros mais representativos no Brasil é Euploca Nutt. com 17 espécies e Heliotropium L. com nove espécies (Flora do Brasil 2020, em construção).
Este trabalho tem como objetivo realizar o levantamento taxonômico das espécies de Cordiaceae e Heliotropiaceae na região da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. Na Bahia são registrados para Boraginaceae s.l., sete gêneros e 63 espécies (Flora do Brasil 2020, em construção), sendo os gêneros mais diversos Cordia (22) e Varronia (16). Apesar desta grande diversidade, não existe na Bahia especialista no grupo e são escassos os taxonomistas que trabalham com essas famílias no Nordeste, apenas o Dr. José Iranildo Miranda Melo, na Paraíba. Isso implica no desconhecimento da real diversidade do grupo e justifica a existência de várias coletas sem identificação nos herbários, como por exemplo no HUEFS (Herbário da Universidade Estadual de Feira de Santana) existem 44 exsicatas sem identificação, na rede PPBio apenas quatro espécies estão identificadas o que é um número muito baixo para a diversidade do grupo na região.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.4237

Apontamentos

  • Não há apontamentos.