Inventário das clorofíceas perifíticas associadas a Utricularia foliosa Linnaeus ocorrentes no Marimbus do Baiano, APA Marimbus-Iraquara, Bahia

Autores

  • Hémille Mariane Dias Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.v0i23.6416

Resumo

O termo perifíton foi empregado por Wetzel (1983) para denominar uma
“comunidade complexa constituída por algas, bactérias, fungos, animais e detritos que se
encontram aderidos ou estreitamente associados a substratos orgânicos ou inorgânicos,
naturais ou artificiais, e que estejam total ou parcialmente submersos no corpo aquático”.
Na comunidade perifítica, as algas representam um dos grupos mais abundantes e mais
relevantes, visto que em determinados ambientes estas chegam a contribuir com mais de
90% da produção primária total e, além disso, são consideradas excelentes bioindicadores
do estado trófico de corpos aquáticos (Wetzel 1990, Sládecková 1991, Loverde-Oliveira
et al. 2006). Dentre a comunidade de algas um dos grupos que merece destaque é
Chlorophyceae, pois além de ser diverso geralmente é o mais representativo nos
ecossistemas aquáticos dulcíquolas (Komárek & Fott 1983, Krienitz & Bock 2012).

Downloads

Publicado

2021-04-01