O REALISMO SOCIALISTA EM MEMÓRIAS DO CÁRCERE: TRANSFIGURAÇÃO LITERÁRIA E TRANSPOSIÇÃO CINEMATOGRÁFICA

Autores

  • Karina de Oliveira Melo

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.v0i23.6656

Resumo

O trabalho mapeia o imaginário político, social e cultural construído por Graciliano Ramos na obra biográfica de “Memórias do Cárcere”. Problematiza o discurso político do livro contrapondo com o modelo político e cultural chamado de Realismo Socialista, analisando o contraste dessas normas com a autoficção do autor alagoano. O estudo também estabelece um diálogo entre o literário e a adaptação cinematográfica do livro fazendo intertexto entre as duas obras em suas semelhanças de diferenças.

Downloads

Publicado

2021-04-01

Edição

Seção

Educação, Letras e Artes