FORMAÇÃO DE PREÇO NA ECONOMIA POPULAR SOLIDÁRIA: UM DIÁLOGO CONTROVERSO COM A ECONOMIA CONVENCIONAL

Autores

  • Sara de Souza Silva

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.v0i23.6680

Resumo

A economia convencional preocupa-se em responder de que maneira alocar os recursos escassos que estão diretamente ligados ao crescimento econômico, ainda que se justifique em nome do bem-estar-social. Entretanto, a definição econômica caracteriza a realidade de forma racional e utilitária de seus meios de produção e comportamento do consumidor, levando-se em consideração entre os fatores que influenciam a demanda a ênfase apenas na renda. Enquanto o modo de produção capitalista espera retornos (lucros) que remunera continuamente o capital, explorando o trabalhador, na economia popular e solidária esses retornos que são denominadas sobras, pois é o valor remanescente que fica à disposição da iniciativa, e que remunera o trabalhador valorizando sua força de trabalho.

Downloads

Publicado

2021-04-01

Edição

Seção

Ciências Sociais, Humanas e Filosofia