O ensino de História e as relações espaciais nas escolas do bairro Queimadinha em Feira de Santana

Autores

  • Beatriz Santos da Silva

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.v0i23.6685

Resumo

O manuseio da conservação das memórias pode ser um dos elementos base de construção de uma identidade, que envolve as relações entre os sujeitos, mas também as relações desses sujeitos com o espaço. Partindo da História, o Ensino de História possui funções e objetivos que se desdobram em alguns conceitos como Didática da História e Educação Histórica, mas ensinar História pode ser significado com o “objetivo de conduzir os alunos a atuarem de forma crítica, a partir do desenvolvimento do pensar historicamente, que complexifica o conhecimento adquirido e torna o aluno capaz de situar-se no tempo e espaço de forma a responder suas carências sociais” (SILVA, 2015, pg.106). Sendo a assim, o Ensino de História intervém no espaço escolar, seja perpetuando uma historiografia tradicional, ou promovendo a capacitação de uma leitura crítica do mundo e do espaço em volta. Ao intervir na dinâmica do espaço escolar, a História traz a possibilidade de uma contextualização da vida dos sujeitos que ali convive.

Downloads

Publicado

2021-04-01

Edição

Seção

Educação, Letras e Artes