IMAGENS FEMININAS DE MADALENA E SINHA VITÓRIA: SÃO BERNARDO E VIDAS SECAS DA LITERATURA AO CINEMA

Autores

  • Karine Aguiar Rocha

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.v0i23.7127

Resumo

Graciliano Ramos em suas produções literárias mapeia o imaginário social e cultural da realidade vivida sertaneja, construindo uma representação de cunho social e psicológico. O enfoque desse artigo é sobre as vozes femininas silenciadas e reduzidas a um espaço privado, bem como a submissão social das mulheres no mundo patriarcal, que são pontos problematizados nos romances São Bernardo (1934) e Vidas Secas (1938), através das respectivas protagonistas Madalena e sinha Vitória. Discutiremos sobre estes aspectos da figura feminina sertaneja da literatura à cinematografia.

Downloads

Publicado

2021-04-06

Edição

Seção

Educação, Letras e Artes