ASSOCIATIVISMO E PARTICIPAÇÃO POLÍTICA: UMA ANÁLISE DAS ASSOCIAÇÕES COMUNITÁRIAS RURAIS DE FEIRA DE SANTANA, BAHIA

Martinez Santos Martins

Resumo


Tendo em vista a importância das Organizações da Sociedade Civil (OSC) para a manutenção e aperfeiçoamento da democracia participativa, este trabalho tem como principal objetivo analisar a relação entre associativismo e participação política nas associações comunitárias rurais de Feira de Santana. A coleta de dados foi feita por meio de questionário aplicado aos membros das entidades selecionadas de acordo com os seguintes critérios: estejam em concordância com o Novo Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (Lei nº 13.019/14), possuam atividade de produção coletiva, sede própria e estejam em plena atividade. Os dados por hora examinados, conclui que de modo geral, os eleitores feirenses que participam de associação comunitária rural possuem relativamente alto nível de sofisticação política. Evidencia dessa forma, que o alto nível de conhecimento, interesse e envolvimento na política são características marcantes da cultura política das associações, contribuindo assim, para um comportamento de maior participação nas questões públicas. Se por um lado os dados apresentam pouca confiança nas instituições políticas, por outro, apresentam níveis relevantes de confiança interpessoal, em especial com
os próprios membros da associação que fazem parte. O que explica a disposição no fortalecimento de uma cultura política com valores relevantes para o associativismo, portanto, uma preocupação com as diversas questões coletivas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/sitientibus.v0i58.5145

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Versão Impressa 0101-8841

A Sitientibus está indexada em: