A PRODUÇÃO SOCIAL DA IDENTIDADE NO DISCURSO PUBLICI-TÁRIO DA CULINÁRIA PARAIBANA

Maria Regina Baracuhy, Edliede de Souza Godoi

Resumo


Considerando que a Análise do Discurso francesa compreende o su-jeito como um ser social, constitutivamente disperso, heterogêneo, que pode ocupar diferentes posições sociais, relacionadas a determinadas formações discursivas (FDs) e ideológicas (FIs), este trabalho tem por objetivo discutir como vêm sendo construídos alguns processos identitários do homem pa-raibano no discurso culinário que circula em nossa sociedade. Para isso, nos-so estudo levará em conta a noção de identidade intrinsecamente ligada à noção de sujeito, isto é, as identidades se constituem em diferentes momen-tos e lugares, conforme os vários papéis sociais que estamos exercendo. As-sim como o sujeito, a identidade também é heterogênea e se insere dentro de formações discursivas específicas, embora atravessadas por outras FDs. Nes-te trabalho, serão analisados dois anúncios publicitários: um veiculado no folder de propaganda oficial encomendada pela prefeitura de Cabedelo (PB) no mês de outubro de 2005 e o outro se trata da propaganda do rubacão um prato tipicamente paraibano, encomendado pelo governo da Paraíba à revis-ta Engenho da Gastronomia no mês de junho 2005, em que circula o discur-so gastronômico paraibano. Pretendemos, com base no referencial teórico da Análise do Discurso francesa, discutir algumas construções identitárias no discurso culinário paraibano.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Introd. e trad. do russo: Paulo Bezerra. Prefá-cio à edição francesa: Tzvetan Todorov. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRAIT, Beth. (Org.). Bakhtin: conceitos chaves. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2005.

CHARAUDEAU, Patrick; MAINGUENEAU, Dominique. Dicionário de Análise do Discurso. Coord. da trad.: Fabiana Komesu. São Paulo: Contexto, 2004.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano 2: artes de fazer: Trad.: Ephrim Ferreira Al-ves. Petrópolis: Vozes, 1994.

CORACINI, Maria José; GRIGOLETTO, Marisa; MAGALHÃES, Izabel. (Org.) Práticas identitárias língua e discurso. São Carlos: Claraluz, 2006.

FERNANDES, Cleudemar Alves. Análise do discurso: reflexões introdutórias. 2. ed. São Carlos: Claraluz, 2007.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário Aurélio Escolar de Língua Portuguesa. São Paulo: Ática, 1989.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Trad.: Luiz Felipe Beata Neves. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.

GREGOLIN, Maria do Rosário. Foucault e Pêcheux na análise do discurso – diálogos & duelos. São Carlos: Claraluz, 2004.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad.: Tomaz Tadeu da Silva. Guaraci-ra Lopes Louro. 5. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

JORNAL ENGENHO DA GASTRONOMIA. [Propaganda sem título]. Recife: Governo de Pernambuco, jun. 2005.

JORNAL UNIÃO. [Propaganda sem título]. João Pessoa, out. 2005.

LEAL, Wills; TRIGUEIRO, Carlos. Gastronomia como produto turístico: sabor Nordeste. João Pessoa: Idéia, 2006.

LEAL, Wills. Conquistando o turista pela boca. João Pessoa: Idéia, 2006.

MALDIDIER, Denise. A inquietação do discurso – (re)ler Pêcheux hoje. Trad.: Eni Orlandi. Campinas: Pontes, 2003.

ORLANDI, Eni P. Discurso e Texto formulação e circulação dos sentidos. Campinas, 2005.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v8i1.1578

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973