Da Angola para a Bahia: permanências do léxico banto

Uana Vanessa Pinheiro de Abreu, Norma Lúcia Fernandes de Almeida, Patrício Nunes Barreiros

Resumo


Neste trabalho apresenta-se uma breve análise bibliográfica da influência que a língua banto tive na formação do Português Brasileiro, tentando mostrar que muitas lexias estão incorporadas na língua nacional de tal forma que os falantes não conseguem perceber nenhuma relação com a língua africana. Para tanto, apresenta-se uma discussão teórica acerca da formação do português brasileiro e, na sequência, analisamos algumas lexias, tomando como base obras lexicográficas.

 


Texto completo:

PDF

Referências


BIDERMAN Maria Tereza Camargo. A formação e a consolidação da norma lexical e lexicográfica no português do Brasil. In: NUNES, José Horta; PETTER, Margarida. História do saber lexical e constituição de um léxico brasileiro. São Paulo: Pontes, 2002, 65-82 p.

BONVINI, Emílio. Os vocábulos de origem africana na constituição do português falado no Brasil. In: FIORIN, José Luiz; PETTER, Margarida. África no Brasil: a formação da língua portuguesa. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2009. 101-144 p.

BUENO, Francisco da Silveira. Dicionário escolar da Língua Portuguesa. 11. ed. Rio de Janeiro: FAE, 1984.

CASTRO, Yeda Pessoa de. Falares africanos na Bahia:um vocabulário afro-brasileiro. 2. ed. Rio de Janeiro: Topbooks, 2001.

_______. A língua mina-jeje no Brasil. Belo Horizonte: Fundação João Pinheiro, 2002.

LUCCHESI, Dante. História do contato entre línguas no Brasil. In: LUCCHESI, Dante; BAXTER, Alan; RIBIRO, Ilza. (org.) O português afro-brasileiro. Salvador: EDUFBA, 2009. 41 – 73p.

PETTER, Margarida. Termos de origem africana no léxico do português do Brasil. In: NUNES, José Horta; PETTER, Margarida. História do saber lexical e constituição de um léxico brasileiro. São Paulo: Pontes, 2002. 123 – 145 p.

____________. Línguas africanas no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v19i2.2033

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973