O videopoema como performance: movimento e corporeidade virtual da palavra

Luciano Rodrigues Lima

Resumo


Este trabalho discute a natureza “performática” e intersemiótica do videopoema, ligada à noção de arte como performance, isto é, como um processo contínuo e não como um produto acabado, uma característica da contemporaneidade. Aspectos como virtualidade, criatividade, interatividade e imprevisibilidade na construção e recepção do videopoema são discutidos aqui. Como exemplificação, serão descritos e indicados videopoemas disponíveis na internet. Por último, são sugeridos alguns recursos técnicos de fácil acesso contidos no programa PowerPoint, relativos a efeitos sonoros e visuais, tanto fechados (acessáveis a partir de um repertório limitado dentro do próprio software) quanto abertos (inseridos a partir de qualquer música, filme ou vídeo já gravados), para a construção de videopoemas

Palavras-chave


Videopoema; Performance; Interatividade; Criatividade.

Texto completo:

PDF

Referências


DOMINGUES, Diana. Org. A arte no século XXI: a humanização das tecnologias. São Paulo: Editora UNESP, 2007.

DOMINGUES, Diana. Org. Arte e vida no século XXI: tecnologia, ciência e criatividade. São Paulo: Editora UNESP, 2003.

KROKER, Marilouise and KROKER, Arthur. Hacking the future: Stories for the Flesh-Eating 90s. Montreal: New World Perspectives, 1996.

LIMA, Luciano R. “Teoria e prática do hipertexto literário: análise da semiose do videopoema”. In: LIMA, Luciano R. Literatura, crítica, teorias. Disponível em: . Acesso em: fev. 2008.

WILSON, Stephen. Information Arts: Intersections of Art, Science, and Technology. London: The MIT Press, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/lm.v6i1.2039

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Légua & Meia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

A Revista Légua & Meia está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.