O que contam os que contam sobre contar histórias

Nathalie Letouzé

Resumo


Os cursos de escrita criativa podem vir a se tornar um fenômeno anglófono globalizado (DAWSON, 2005; MCGURL, 2009). Esses cursos, que se propõe a ensinar as pessoas a escreverem, sobretudo voltados à escrita narrativa ou poética, surgiram nos Estados Unidos e foram institucionalizados e amplamente difundidos após a Segunda Guerra Mundial, se expandiram para diversos países, dentre eles, o Brasil. Embora no Brasil, comparativamente, ainda sejam incipientes, nos Estados Unidos, esses cursos foram considerados o evento mais importante na história da literatura norte-americana pós-Segunda Guerra pelo pesquisador Mark McGurl (2009). A fim de compreendermos um pouco esse fenômeno, realizamos um curso de escrita criativa avançada online, cujo foco era a escrita narrativa, oferecido pela Universidade de Oxford, e fizemos um levantamento dos principais aspectos narrativos ensinados nesse curso. A título de comparação, fizemos a leitura de dois materiais que se propõe a ensinar técnicas de escrita narrativa: A jornada do herói, de Vogler (2009), e uma série de três manuais intitulados Book in a box – técnicas para romances comerciais (MCSILL e FREGONESE, 2013; MCSILL e PRIETTO, 2013 e MCSILL e PRADO, 2013). Esses materiais parecem ter um objetivo em comum, que é escrever histórias vendáveis, que sejam escolhidas e publicadas por editoras comerciais. Apesar de se poder crer que a literatura considerada de ‘qualidade’ esteja distante dessa discussão, esse debate merece reflexão, especialmente se levarmos em conta o quanto um escritor contemporâneo, inserido na sociedade atual, pode se distanciar dessas abordagens narrativas, uma vez que elas estão presentes não apenas em livros, mas em filmes, campanhas publicitárias, videogames, enfim, em toda parte. Diante disso, apresentaremos, nesse estudo, uma síntese das técnicas de escrita narrativa apresentadas pelos três materiais citados anteriormente e faremos isso por meio de uma comparação entre essas técnicas. Tencionamos, dessa forma, levantar e instigar reflexões a respeito desse fenômeno na sociedade e na literatura, bem como a respeito da própria narrativa em si.


Palavras-chave


Escrita criativa; Storytelling, Narrativa ficcional; Literatura contemporânea.

Texto completo:

PDF

Referências


BARTHES, Roland. Introdução à análise estrutural da narrative. In Análise estrutural da narrative. Petrópolis, Editora Vozes, 7a ed, 2011.

CAMPBELL, Joseph. O herói de mil faces. São Paulo, editora Pensamento. 2007.

CERVATES, Miguel. Dom Quixote de La Mancha. Volume 1. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002.

DAWSON, Paul. Crative writing and the new humanities. Oxon and New York, Routledge, 2005. 254 p.

HARARI, Yuval. Sapiens Uma breve história da humanidade. 34 ed. Porto Alegre, L&PM, 2018.

JAMESON, Fredric. O segredinho inconfessável da América. Serrote. IMS, 13, 193 – 209, março 2013.

MCSILL, James. e FREGONESE, Nano. Book in a Box. Técnicas básicas para estruturação de romances comerciais – cena e estória. São Paulo, DVS Editora, 2013.

MCSILL, James. e PRIETTO, Camila. Book in a Box – técnicas básicas para estruturação de romances – personagem, ponto de vista e filtros de cena. São Paulo, DVS Editora, 2013.

MCSILL, James. e PRADO, Mario. Book in a Box – técnicas básicas para estruturação de romances comerciais. A preparação do escritor e revisão da primeira versão. São Paulo, DVS editora, 2013.

MCGURL, Mark. The program era: Postwar fiction and the rise of creative writing. London: Harvard University Press, 2011.

MEYER, Marlyse. Folhetim: uma história. São Paulo, 2 ed., Companhia das Letras, 2005. 476 p.

VOGLER, Christopher. A jornada do escritor – estrutura mítica para escritores. São Paulo, Aleph, 3a ed. 2015.

XAVIER, Adilson. Storytelling – histórias que deixam marcas. Rio de Janeiro, best business, 2a ed., 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/lm.v10i1.3776

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Légua & Meia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Indexadores:

 Resultado de imagem para crossref