PERCEPÇÃO DA CONDIÇÃO BUCAL DE PACIENTES ONCOLÓGICOS EM UMA UNIDADE DE ALTA COMPLEXIDADE EM FEIRA DE SANTANA- BA

Julita Maria Freitas Coelho, Bruna Matos Santos, Samilly Silva Miranda, Edla Carvalho Porto, Maurício Mitsuo Monção, Caroline Santos Silva, Michelly Bastos, Larissa Lima

Resumo


O câncer é um agravo de caráter multicausal e que envolve sofrimento psíquico e alterações comportamentais e bucais importantes, as quais podem comprometer a adesão e/ou sequência do tratamento. O objetivo desse estudo foi identificar a percepção do cuidado bucal (PCB) de pessoas com câncer, em presença ou não de transtornos psíquicos menores (TPM). Foi realizado um estudo transversal com 285 indivíduos atendidos em uma unidade de alta complexidade para tratamento da doença.  Foram levantados dados socioeconômicos, de biologia humana, de percepção da saúde bucal, além de ter sido investigada a relação de TPM com a percepção da saúde bucal dos participantes. A maioria da amostra foi composta por pessoas idosas, com média de idade de aproximadamente 60,77±14,79 anos, do sexo feminino (60,70%) e de cor não branca (82,68%). Quanto a percepção de saúde bucal, 42,15% referiu visitas regulares ao dentista do grupo com TPM. Foi observado ainda, uma pior condição em cuidados bucais nos indivíduos com esta condição, embora não se tenha detectado diferenças estatisticamente significantes. Os resultados podem servir de subsídios para futuras investigações, visto que sinaliza que a presença de TPM pode prejudica os cuidados individuais com a saúde bucal e que provavelmente piores condições nos cuidados bucais podem interferir no tratamento do câncer. 


Palavras-chave


Saúde Bucal; Saúde Mental; Câncer.

Texto completo:

PDF

Referências


Instituto Nacional do Câncer José de Alencar da Silva (INCA), Ministério da Saúde, Brasil. Estimativa 2016: Incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2015.

Gomes NS, Maio R. Avaliação subjetiva global produzida pelo próprio paciente e indicadores de risco nutricional no paciente oncológico em quimioterapia. Revista Brasileira de Cancerologia. 2015; 61(3): 235-242.

Michaud DS, Kelsey KT, Papathanasiou E, Genco CA, Giovannucci E. Periodontal disease and risk of all cancers among male never smokers: an updated analysis of the Health Professionals Follow-up Study. Ann Oncol. 2016; 27(5):941-7.

Gao S, Li S, Ma Z, Liang S, Shan T, Zhang M et al. Presence of Porphyromonas gingivalis in esophagus and its association with the clinicopathological characteristics and survival in patients with esophageal cancer. Infect Agent Cancer. 2016; 11: 3.

Zeng XT, Xia LY, Zhang YG, Li S, Leng WD, Kwong JS et al. Investigating the Association Between Periodontal Disease and Risk of Pancreatic Cancer. Pancreas. 2016; 45 (1): 134-141.

Jacob JA. Study Links Periodontal Disease Bacteria to Pancreatic Cancer Risk. JAMA. 2016; 315(24):2653-2654.

Shrihari TG, Vasudevan V, Manjunath V, Devaraju D. Potential co-relation between chronic periodontitis and cancer: an emerging concept. Gulf J Oncolog. 2016; 1 (20): 20- 24.

Carvalho AE, Santos IG, Cury VF. A influência do tabagismo na doença periodontal: revisão de literatura. SOTAU Revista Virtual Odontol. 2008; 2 (5): 7-12.

Osterne RLV, Brito RGM, Nogueira RLM, Soares ECS, Alves APNN, Moura JFB et al. Saúde bucal em pacientes portadores de neoplasias malignas: estudo clínico-epidemiológico e análise de necessidades odontológicas de 421 pacientes. Rev Bras Cancerol. 2008; 54(3):221-226.

Macêdo EMC, Amorim MAF, Silva ACSD, Castro CMMB. Efeitos da deficiência de cobre, zinco e magnésio sobre o sistema imune de crianças com desnutrição grave. Rev Paul Pediatr. 2010; 28 (3): 329-336.

Cardoso MCAF, Bujes RV. A saúde bucal e as funções da mastigação e deglutição nos idosos. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento. 2010; 15 (1).

Oliveira FP, Santos A, Viana MS, Alves JL, Pinho NB, Reis PF. Perfil nutricional de pacientes com câncer de cavidade oral em pré- tratamento antineoplásico. Rev Bras Cancerol. 2015; 61 (3): 253-259.

Alves CDAD, Brandão M, Andion J, Menezes R, Carvalho F. Atendimento odontológico do paciente com diabetes melito: recomendações para a prática clínica. R Ci méd biol. 2006; 5 (2): 97- 110.

Kelner N, Castro JFLD. Laser de baixa intensidade no tratamento da mucosite oral induzida pela radioterapia: relato de casos clínicos. Rev Bras Cancerol. 2007; 53 (1): 29-33.

Pinna R, Campus G, Cumbo E, Mura I, Milia E. Xerostomia induced by radiotherapy: an overview of the physiopathology, clinical evidence, and management of the oral damage. Ther Clin Risk Manag. 2015; 11: 171–188.

Nishtha G, Manoj P, Sheh R, Mandeep SG, Himani G, Deepika C et al. Radiation-induced dental caries, prevention and treatment - A systematic review. Natl J Maxillofac Surg. 2015; jul-dec 6(2): 160–166.

Kac G, Silveira EA, Oliveira LCD, Mari JDJ. Fatores relacionados à prevalência de morbidades psiquiátricas menores em mulheres selecionadas em um Centro de Saúde no Rio de Janeiro, Brasil. Cad Saúde Pública. 2006; 22(5): 999-1007.

Medeiros EM. Prevalência de transtornos mentais e perfil socioeconômico dos usuários atendidos nos serviços de saúde em municípios paraibanos. [Dissertação de mestrado]. João Pessoa: Universidade Federal da Paraíba, 2005.

Tavares JP, Beck CLC, Magnago TSBDS, Greco PBT, Prestes FC, Silva RMD. Produção científica sobre os distúrbios psíquicos menores a partir do Self Report Questionare. Revista de Enfermagem da UFSM. 2011; 1 (1): 113- 123.

Mari JJ, Williams P. A validity study of a psychiatric screening questionnaire (SRQ-20) in primary care in the city of Sao Paulo. The British Journal of Psychiatry. 1986; 148 (1): 23-26.

Deba TE. Situação de crianças e adolescentes brasileiros em relação à saúde mental e à violência. Ciência e saúde coletiva. 2009; 14 (2): 349-361.

Paiva CE, Ribeiro BS, Godinho AA, Meirelles RDSP et al. Fatores de risco para câncer de mama em Juiz de Fora (MG): um estudo caso-controle. Rev Bras Cancerol. 2002; 48(2): 231-237.

Guerra MR, Gallo CDM, Mendonça GA, Silva GA. Risco de câncer no Brasil: tendências e estudos epidemiológicos mais recentes. Rev bras cancerol. 2005; 51(3): 227-234.

Brasil, Ministério da Saúde, Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde. Saúde Brasil 2014: uma análise da situação de saúde e das causas externas. Brasília: Ministério da Saúde, 2015.

Alves LC, Leimann BCQ, Vasconcelos MEL, Carvalho MS, Vasconcelos AGG, Fonseca TCOD et al. A influência das doenças crônicas na capacidade funcional dos idosos do Município de São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública. 2007; 23(8): 1924-1930.

Rosengren A, Wilhelmsen L. Cancer incidence, mortality from cancer and survival in men of different occupational classes. European journal of epidemiology. 2004; 19(6): 533-540.

Wünsch Filho V, Antunes JLF, Boing, AF, Lorenzi, RL. Perspectivas da investigação sobre determinantes sociais em câncer. Physis RJ. 2008; 18(3): 427-450.

Godoy MF, Lucena JMD, Miquelin AR, Paiva FF, Oliveira DLDQ, Augustin Junior JL et al. Mortalidade por doenças cardiovasculares e níveis socioeconômicos na população de São José do Rio Preto, estado de São Paulo, Brasil. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 2007; 88 (2): 200- 206.

Friedenreich CM, Orenstein, MR. Physical activity and cancer prevention: etiologic evidence and biological mechanisms. The Journal of Nutrition. 2002; 132(11):3456S-64S.

Kumar V, Abbas AK, Fausto N, Aster JC et al. Robins e Contran Patologia: bases patológicas das doenças. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

Rossi L, Santos MA. Repercussões psicológicas do adoecimento e tratamento em mulheres acometidas pelo câncer de mama. Psicol Cien Prof . 2013; out-dez 23(4): 32-41.

Sawada NO, Nicolussi AC, Okino L, Cardoso FMC, Zago MMF et al. Avaliação da qualidade de vida de pacientes com câncer submetidos a quimioterapia. Rev Esc Enferm USP. 2009; 43(3):581-587.

Pereira AL. Influência da condição de saúde bucal na qualidade de vida dos indivíduos. [Trabalho de conclusão de curso/ Especialização]. Campos Gerais, Minas Gerais: Universidade Federal de Minas Gerais, 2010.

Instituto Nacional do Câncer José de Alencar da Silva (INCA); Coordenação geral de Gestão Assistencial do Hospital do Câncer I, Serviço de Nutrição e Dietética. Consenso Nacional de Nutrição Oncológica. 2. ed. Rio de Janeiro: INCA, 2015.

Rubenstein EB, Peterson DE, Schubert M, Keefe D, McGuire D, Epstein J et al. Mucositis Study Section of the Multinational Association for Supportive Care in Cancer; International Society for Oral Oncology. Clinical practice guidelines for the prevention and treatment of cancer therapy-induced oral and gastrointestinal mucositis. Cancer. 2004;100(9 Suppl):2026-2046.

Carvalhaes CLL. Avaliação da saúde bucal e impacto na qualidade de vida em pacientes com transtornos mentais atendidos no CAPS/ Butantã. [Dissertação]. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/rscdauefs.v6i2.1163

Apontamentos

  • Não há apontamentos.