Caracterização dos cuidadores informais de idosos dependentes quanto aos aspectos demográficos e de saúde

Beatriz Santos Alves, Alessandra Souza de Oliveira Oliveira, Elaine dos Santos Santana, Renato Novaes Chaves, Maykon dos Santos Marinho, Luciana Araújo dos Reis

Resumo


Introdução: A saúde do cuidador tem sido variável importante nos estudos com cuidadores de idosos dependentes, sendo evidenciados baixos índices de bem-estar e saúde. O cuidador informal realiza sua função na maioria das vezes de forma solitária, sem auxílio de outros familiares ou orientação de profissionais da saúde. Objetivo: Caracterizar os cuidadores informais de idosos dependentes quanto aos aspectos socio- demográficos e de saúde. Métodos: Pesquisa do tipo analítico transversal com abordagem quantitativa de tratamento e análise de dados. Realizada com 42 cuidadores informais de idosos dependentes funcionais no domicílio cadastrados em Unidades de Saúde da Família (USF) de três bairros de um município do interior da Bahia. Para coleta dos dados, foi utilizado questionário com dados sociodemográficos e de saúde. Os dados coletados foram organizados em uma planilha Excel® 2015 e em seguida transportados e analisados no programa Statistical Pack age for the Social Science SPSS® versão 21.0, sendo então realizada análise estatística descritiva. Resultados: Observou-se maior frequência de cuidadores de idosos dependentes do sexo feminino (90,5%), com a idade entre 41 a 50 anos (28,6%) e 51 a 60 anos (21,4%). Casados (as) (35,7%) e solteiros (as) 33,3%. Com escolaridade prevalente o ensino fundamental incompleto (47,6%) e ensino médio completo 23,8%. Quanto aos dados de avaliação das condições de saúde, verificou-se que a maioria dos cuidadores de idosos dependentes referiu problemas de saúde (59,5%), sendo mais citadas HAS (16,7%), doenças osteomusculares (14,3%) e HAS associado a doenças osteomusculares (9,5%). Conclusão: Os cuidadores informais no domicílio possuem perfil de vulnerabilidade social e de saúde, carecendo de medidas protetivas nos aspectos biopsicossociais.


Palavras-chave


Idoso, Cuidadores, Indicadores Sociais, Perfil de Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


Ferreira FPC. Serviços de atenção ao idoso e estratégias de cuidado domiciliares e institucionais. rev. Bras. Geriatr. Gerontol. 2014; 17(4): 911-926.

Araújo SJ. Perfil dos cuidadores e as dificuldades enfrentadas no cuidado ao idoso em Ananindeua, PA. rev. Bras. Geriatr. Gerontol. 2013; 16(1):149-158.

Camacho ACLF. Programa para cuidadores de idosos com demência: relato de experiência.rev. Bras. enferm. 2013; 66(4): 619-24.

Braccialli LMP. Qualidade de vida de cuidadores de pessoas com necessidades especiais. rev. bras. educ. espec. 2012; 18 (1):113-126.

Evarisco J. Associação entre apoio social e qualidade de vida de cuidadores familiares de idosos dependentes. Cênc. saúde coletiva 2015; 20 (5).

Flesch LD Aspectos Psicoilógicos da qualidade de vida de cuidadores de idosos: uma revisão integrativa.Geriatr Gerontol aging 2017;11(3):138-49.

Gaioli CCLO. Perfil de Cuidadores de idosos com doença de Alzheimer associado à resiliência. texto Contexto enferm. 2012; 21(1): 150-7.

Anjos KF. Associação entre apoio social e qualidade de vida de cuidadores familiares de idosos dependentes. Ciênc. saude coletiva 2015; 20(5):1321-1330.

Santos BED. O Perfil Socioepidemiológico e a Autopercepção dos Cuidadores Familiares sobre a Relação Interpessoal e o Cuidado com Idosos. rev aCred 2017; 7(13).

Brazil K. Comparing the experiences of rural and urban

family caregivers of the terminally ill. rrH 2013; 13(1): 2250.

Toribio DE Formal caregivers in assisted residences of the province of Alicante, Spain: Analysis of their needs and expectations of formation in dementias. alzheimers dement2011; 7(4): S434.

Lopes RA, Massinelli, CJ. Perfil e nível de resiliência dos cuidadores informais de idosos com Alzheimer. aletheia 2017; 40.

Sánchez RMM. Perfil do cuidador principal na área da saúde de Gran Canaria Santa rev. enferm. 2014; 8(2).

Arimatea JE. Associação entre apoio social e qualidade de vida de cuidadores familiares de idosos dependentes. Ciênc. saúde coletiva2015; 20(5).

Muniz EA et al. Grau de sobrecarga dos cuidadores de idosos atendidos em domicílio pela Estratégia Saúde da Família. saúde debate 2016; 40:172-182,.

Santos-Orlandi, AA et al. Perfil de idosos que cuidam de outros idosos em contexto de alta vulnerabilidade social. esc. anna nery 2017; 21(1).

Aires, M. Associação entre responsabilidade filial no cuidado aos pais e sobrecarga dos cuidadores. rev. Bras. enferm. 2017; 70(4).

Brandão GCG. Perfil de saúde dos cuidadores de idosos: Uma revisão integrativa. rev Ciên saúde on line2017; 6(1): 96-113.

Brigola AG. Perfil de saúde de cuidadores familiares de idosos e sua relação com variáveis do cuidado: um estudo no contexto rural. rev. Bras. Geriatr. Gerontol. 2017; 20(3): 410-422.

Fuhrmann AC. Associação entre a capacidade funcional de idosos dependentes e a sobrecarga do cuidador familiar. rev. Gaúcha enferm. 2015; 36(1):14-20.

Alves DA. Cuidador de criança com câncer: religiosidade e espiritualidade como mecanismos de enfrentamento. rev. Cuid. 2016; 7(2): 1318-24.

Cunha MS, Vasconcelos MR. Fecundidade e participação no mercado de trabalho brasileiro. Red de Revistas Científicas de américa latina y el Caribe, españa y Portugal 2016; 26(1):179-206.

Loureiro LSN. Perfil do cuidador familiar de idosos dependentes em convívio domiciliar. J. res.: fundam. care. online 2015; 7(supl.):145-154.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/rscdauefs.v9i0.3684

Apontamentos

  • Não há apontamentos.