MACRÓFITAS AQUÁTICAS ASSOCIADAS AO RIO JACUÍPE, FEIRA DE SANTANA, BAHIA

Murilo Cordeiro Vasconcelos

Resumo


As macrófitas aquáticas são, de forma geral, plantas terrestres, que durante seu processo de evolução, adaptaram-se a ecossistemas aquáticos, apresentando características de vegetais terrestres e uma grande capacidade para adaptação em diferentes ambientes. Também se caracterizam por serem plantas que habitam desde brejos até ambientes verdadeiramente aquáticos. São de suma importância nos ecossistemas aquáticos, por fornecerem a base da cadeia alimentar de ambientes aquáticos. Além disso, atuam como liberadores de nutrientes, absorvendo os nutrientes do sedimento por suas raízes e liberando-os na água. Também apresentam uma alta capacidade filtradora e despoluidora dos mananciais, sendo de grande importância em rios e lagoas de uso humano (Pott, 2000).
O Rio Jacuípe é um rio brasileiro, genuinamente baiano, que compõe a bacia do Paraguaçu. Suas nascentes localizam-se no município de Morro do Chapéu, em uma altitude de 1011 m, cruzando o semiárido ao norte da Chapada Diamantina. Chega no município de Antônio Cardoso, onde desemboca no Rio Paraguaçu, formando o lago da barragem de Pedra do Cavalo, e desaguando na Baía de Todos os Santos, na região metropolitana de Salvador (Fontes et al, 2010). Contudo em algumas cidades que percorrem o rio, como a cidade de São José do Jacuípe, a canalização dos esgotos para dentro do corpo d’água vem trazendo diversos impactos, comprometendo a qualidade da água, prejudicando o seu uso para a pecuária, a agricultura e em atividades domesticas (Gomes, 2013).
Portanto, o estudo das macrófitas aquáticas associadas ao Rio Jacuípe torna-se importantíssimo, pois elas, com sua incrível capacidade filtradora e despoluidora são capazes por si próprias, de melhorar a qualidade da água do rio, tornando-a mais potável. Outro aspecto importante a ser considerado é que o Rio Jacuípe desagua no Rio Paraguaçu consequentemente formando a barragem de Pedra de Cavalo, que abastece algumas cidades
da região do recôncavo baiano como Salvador e Feira de Santana, a primeira e a segunda
maior cidade da Bahia, respectivamente.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2186

Apontamentos

  • Não há apontamentos.