GALÁXIAS PECULIARES COM ALTA FORMAÇÃO ESTRELAS: MODELAGEM DO GÁS E ESTUDO DA POPULAÇÃO ESTELAR

Diego Oliveira dos Santos

Resumo


A astronomia ao longo dos séculos foi ganhando seu espaço nas pesquisas desenvolvidas através da observação e desenvolvimento de modelos teóricos, pelas quais, hoje, podemos saber sobre as variadas morfologias de galáxias, uma delas é conhecida como galáxias peculiares e dentre estas existe um grupo chamadas de galáxias aneladas peculiares (GAPs) que nós últimos tempos estar recebendo uma maior atenção.
Este trabalho tem como base o estudo da evolução de galáxias expostas a uma forte perturbação externa devido a: (1) interações de maré; (2) colisões diretas; (3) e fusões entre galáxias. Serão estudadas galáxias Wolf-Rayet próximas que apresentem alguma interação com uma companheira. Estes processos de perturbação criam um ambiente propício para a formação estelar intensa nestas galáxias. Em alguns casos as progenitoras supermassivas de tipo espectral O dão origem a estrelas Wolf-Rayet (WR). São os casos das galáxias MRK309 e MRK475. A presença destas estrelas são traçadores da formação estelar, da função de massa inicial e dos regimes de formação estelar (instantâneo, ou contínuo) nestas galáxias (FERNANDES et al., 2004).
Neste trabalho foi analisada a relação direta que existe entre a população estelar e a fonte de ionização do gás presentes nesta classe particular de objetos. Os espectros das duas galáxias possuem excelente sinal de ruído (nas linhas de emissão). Desta forma, a modelagem da população estelar contará com um suporte observacional que garante a subtração da população estelar que se faz absolutamente necessária para a medida correta das mesmas. Usamos o código de modelagem de populações estelares STARLIGHT (CID FERNANDES et al., 2004). Tal síntese de populações estelares foi feita neste caso para identificar a população estelar dominante na galáxia, bem como para ser posteriormente subtraída do espectro integrado da galáxia para evidenciar as linhas de emissão. Isso permitirá uma medida mais precisa dessas linhas, que serão utilizadas para o cálculo das abundâncias químicas. Isto para os objetos da amostra: MRK309 e MRK475 (Figura 1) observadas no telescópio Palomar. A Tabela 1 mostra os dados dos objetos em estudo. Fizemos uma análise detalhada da população estelar presentes nas galáxias MRK309 e MRK475, de forma empírica para estudar suas propriedades gerais, e em seguida será utilizado o código de síntese. Em sequencia, o gás foi modelado utilizando códigos de fotoionização.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2263

Apontamentos

  • Não há apontamentos.