ESPECTRORRADIOMETRIA NA IDENTIFICAÇÃO DE NÍVEIS DE DEGRADAÇÃO DE PASTAGEM CULTIVADA NA BACIA DO RIO SUBAÉ

Erli Pinto Santos

Resumo


Os produtos da pecuária brasileira têm preço competitivo no mundo devido a característica dos sistemas semi-extensivos, e o baixo custo de produção nas pastagens. Francisco et al. (2017) diz que os sistemas de produção pecuária no Brasil apresentam grande diversidade, considerando-se que 45 % e 55 % são compostos de pastagens nativas e cultivadas, respectivamente, e que aproximadamente metade delas encontra-se em algum nível de degradação. A principal causa da degradação de pastagens é o empobrecimento do solo, em razão do esgotamento dos nutrientes perdidos no processo produtivo, por exportação para o corpo dos animais, erosão, lixiviação, volatilização, fixação e acúmulo nos malhadouros, e que não foram repostos ao longo de muitos anos de exploração (VASCONCELOS, 2006). Magnésio e nitrogênio são elementos que constituem o núcleo de porfirina de moléculas de clorofila. Para espécies nas quais o tecido de interesse econômico são as folhas, neste caso, são de extrema importância e sua falta logo provoca sintomas de deficiências (cloroses nas folhas). Logo, mesmo sendo uma planta jovem, se exposta a um ambiente com deficiência de magnésio e nitrogênio, haverá diminuição na concentração de clorofila e, consequentemente, menor absorção da energia luminosa (MOREIRA, 2005).
O uso de sistemas sensores, em nível de solo, para obter dados da radiação refletida e/ou emitida pelos alvos da superfície terrestre é sem dúvida, muito importante para entender o comportamento espectral desses alvos (MOREIRA, 2005). A espectrorradiometria é uma técnica de quantificação pontual de energia refletida por alvos de interesse, mensurando valores de reflectância em determinados comprimentos de onda. Os dados obtidos com análises espectrorradiométricas fornecem subsídios matemáticos para interpretação de imagens orbitais.
Assim o objetivo deste trabalho é de analisar as variáveis espectrais de pastagem em diferentes níveis de degradação, dentro da bacia do Rio Subaé, caracterizar os dados quanto a degradação, identificar níveis de degradação de pastagem a partir de técnicas de sensoriamento remoto e análises químicas e validar as metodologias de sensoriamento remoto citadas, comparando com a literatura existente, para análises em pastagens cultivadas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2264

Apontamentos

  • Não há apontamentos.