Implementação de melhorias para o Objeto de Aprendizagem BBE (Blinds, Basic Education)

Kayo Costa de Santana

Resumo


O Censo 2010 (IBGE, 2010) mostra que aproximadamente 35.8 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência visual. Mesmo com um quantitativo tão significativo de pessoas com deficiência visual, a acessibilidade no Brasil ainda é precária (REIS, 2014) e, mesmo quando o acessível é conquistado, ainda existem vários desafios para serem enfrentados. Ainda segundo os dados do IBGE (2010), a quantidade de pessoas com deficiência visual matriculadas em escolas públicas vem crescendo e, com isso, é necessário que se encontrem meios para tornar a educação ainda mais inclusiva, buscando métodos para progredir e apresentar resultados justos e eficazes para todos.
A utilização das tecnologias de informação e comunicação (TIC) expande a possibilidade de aprendizagem e promove um cenário educacional mais capacitado, permitindo, assim, condições de acesso e permanência no sistema educacional [RICOY e COUTO, 2009]. Utilizando-se destes conceitos, surgem os Objetos de Aprendizagem, que são ferramentas capazes de fortalecer o processo de ensino e aprendizagem, como, por exemplo, a ferramenta BBE (Blinds, Basic Education), criada em 2015/2016 e com novas funcionalidades neste trabalho, com o intuito de auxiliar ainda mais os professores no processo de ensino, e os alunos, com ou sem deficiência visual, no processo de aprendizagem.
Uma das formas encontradas para facilitação do processo de ensino-aprendizagem é o uso das TIC. A ferramenta desenvolvida através de recursos tecnológicos favorece a inclusão de pessoas com deficiência, promovendo, assim, novas oportunidades e possibilidades para esse público que, mesmo com os avanços tecnológicos, ainda precisa superar muitos obstáculos, sendo o BBE uma proposta para que o processo educacional se torne mais democrático e inclusivo [SANTANA, 2016]
O BBE é um jogo multidisciplinar, ou seja, trabalha com várias disciplinas e/ou conceitos, permitindo trabalhar uma gama de disciplinas simultaneamente, ainda que sem relação evidente entre elas [JAPIASSÚ, 1976]. Os jogos educacionais com caráter multidisciplinar, como, por exemplo, o BBE, são capazes de atrair diversos públicos, pela possibilidade de trabalhar com diversos tipos e níveis de conhecimento. Como objetivos desse plano foram propostas a consolidação e a divulgação da ferramenta, através da implementação de melhorias, de novas funcionalidades (modo singleplayer, sistema de ranking, exibição de pontuação) e a realização de questionários para a validação de funcionamento e verificação de melhorias para a ferramenta. Através do cumprimento destes, foi possível oferecer ao seu público uma ferramenta melhor, que se adequasse mais aos recursos que garantem acessibilidade e, até mesmo, uma melhor
usabilidade do software, salientando a importância da ferramenta para fortalecer o processo de ensino e aprendizagem através da ludicidade.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2270

Apontamentos

  • Não há apontamentos.