MANOBRAS EVASIVAS ESTATÍSTICAS EM AMBIENTE DE DETRITOS ESPACIAIS SUJEITAS AO ARRASTO ATMOSFÉRICO

Lucas dos Santos Ferreira

Resumo


O estudo da dinâmica de missões espaciais em ambiente de crescimento e evolução de detritos espaciais (DE) tornou-se fundamental para se atingir objetivos importantes em todo mundo, desde meados do século XX. Devido a esse crescente número de detritos juntamente com o aumento das operações espaciais surge a necessidade de estudar as interações entre veículos e DE e buscar manobras evasivas, frente a colisões iminentes.
Neste trabalho, estudamos essas manobras em órbitas baixas da Terra (LEO) onde atua a força de arrasto atmosférico, que é uma força dissipativa. A expressão desta força é:
(01)
Esta força depende da velocidade do detrito em relação à atmosfera terrestre, VDE ,da densidade do ar,  da taxa área por massa do detrito (A/m) e do coeficiente de arrasto, Cd. Podemos dizer que a força de arrasto é o resultado da interação entre os corpos e o movimento da atmosfera juntamente com a Terra e é também a principal força que atua em satélites artificiais em baixas altitudes terrestres.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2271

Apontamentos

  • Não há apontamentos.