Avaliação do conhecimento em saúde bucal dos profissionais de Unidade de Saúde da Família.

Daiana Arcanjo Silva

Resumo


A inclusão da Equipe de Saúde Bucal (ESB) na Estratégia de Saúde da Família, em 2001, é um dos grandes avanços na perspectiva da integralidade da atenção, embora não faça parte da equipe mínima, pois é considerada uma equipe auxiliar. Por sua vez, Gallarreta (2008) e colaboradores, afirmam que a saúde bucal e geral não podem ser desvinculadas. Considerando a necessidade de um cuidado integral, faz-se necessário que os profissionais das EqSF realizem suas ações de forma interdisciplinar e procurem se articular para o planejamento das ações e da assistência. A saúde bucal tem importância na qualidade de vida das pessoas e as doenças bucais podem se refletir nas condições sistêmicas, como também algumas doenças sistêmicas podem ter sinais na cavidade bucal e é importante que os profissionais de saúde, não apenas o CD, reconheça essas manifestações para o tratamento adequado ou o encaminhamento devido.
A busca por trabalhos referentes ao conhecimento da equipe de saúde da família sobre saúde bucal, foi realizada nas bases de dados do site bireme.br, scielo, google escolar e capes. E poucos trabalhos foram encontrados. Desta forma, levando-se em consideração a importância do trabalho multidisciplinar entre os profissionais da Equipe de Saúde da Família, e a ausência de estudos mais aprofundados, esse estudo tem por objetivo avaliar o conhecimento sobre saúde bucal dos profissionais da USF de Nordestina/BA.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2289

Apontamentos

  • Não há apontamentos.