LINHA DE BASE AVALIATIVA DA IMPLANTAÇÃO DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO NEGRA EM UM MUNICÍPIO DO ESTADO DA BAHIA

Mardini Rafaela Silva Pereira

Resumo


No estado da Bahia, 79,1% da população é constituída de negros (IBGE, 2010) e, assim como nos outros estados brasileiros, indivíduos brancos e negros ocupam espaços sociais diferentes o que reflete nos indicadores sociais, visto que os negros possuem os piores indicadores para escolaridade, piores postos de trabalho, além de terem um menor acesso a bens e serviços sociais, incluindo a saúde.
Para minimizar os problemas relacionados à saúde da população negra, foi instituída em 2009 a Política Nacional de Saúde da População Negra que se expressa através de três dimensões definidas: acesso às ações e serviços de saúde; gestão e pesquisa (SANTOS;ARAÚJO, 2014).
Nesse sentido, foi elaborada a seguinte questão de pesquisa: qual o grau de implantação da Política Nacional de Atenção Integral da Saúde da População Negra no município de Salvador, Bahia, no ano de 2016, no que se refere à dimensão da gestão? Assim, o estudo tem como objetivo identificar o grau de implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra no município de Salvador, a partir da análise de indicadores de gestão da saúde.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2309

Apontamentos

  • Não há apontamentos.