PROCESSO DE TRABALHO DA EQUIPE DE SAÚDE BUCAL NO MUNICIPIO DE NORDESTINA-BA

Naire Ferreira de Oliveira

Resumo


O processo de trabalho está ligado à forma como o sujeito atua na realização de uma atividade profissional com a finalidade de mudar um objeto, esse objeto pode ser uma matéria prima, um estado ou uma condição social ou pessoal. O processo de trabalho permeia não só o profissional, mas todos que tornam possível sua realização. No caso da saúde é preciso considerar que os consumidores do serviço são, também, sujeitos ou agentes do processo de trabalho e são, ainda, em alguma dimensão de seu ser, objetos desse mesmo processo de trabalho (FARIA, et. Al., 2009). O trabalho é um processo no qual os seres humanos atuam sobre as forças da natureza submetendo-as ao seu controle e transformando-as em formas úteis à sua vida, e nesse processo de intercâmbio, simultaneamente, transformam a si próprios (PEDUZZI; SCHRAIBER, 2006). Entender como ocorre o processo de trabalho em saúde permite compreender as condições de saúde da população onde esse processo ocorre, a partir desse entendimento é possível realizar mudanças, se necessárias, para alterar o cenário da saúde da comunidade.
O presente trabalho foi desenvolvido com o intuito de compreender como ocorre o trabalho da equipe de saúde bucal no município de Nordestina, munícipio pertencente ao território do Sisal. Por meio dos objetivos específicos buscamos entender como se organiza a oferta e demanda de serviços de saúde bucal nas unidades básicas de saúde no município e analisar as dificuldades enfrentadas pela equipe de saúde bucal no processo de produção do cuidado em saúde bucal.
O território do Sisal caracteriza-se como uma das regiões mais pobres do estado da Bahia e em consequência disso, enfrenta graves problemas socioeconômicos que repercutem na saúde dos habitantes da região, e, consequentemente, a saúde bucal da população é também afetada.
A realização desse trabalho foi motivada pela falta de informação sobre a situação de saúde dos munícipios do Sisal, ao se fazer um levantamento das
bibliografias já produzidas sobre processo de trabalho, pouco se encontra sobre essa
região, poucos pesquisadores se preocupam em estudar as regiões menos favorecidas e
com isso não são apresentados dados de como se processa o trabalho em saúde nessas
regiões.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2314

Apontamentos

  • Não há apontamentos.