CLONAGEM E EXPRESSÃO DA PORÇÃO ENZIMÁTICA DA QUITINA SINTASE DE Moniliophthora perniciosa (STAHEL) AIME & PHILLIPS-MORA A PARTIR DE CÉLULAS DE Escherichia coli

Edjane Bastos Ferreira

Resumo


A quitina é um biopolímero de grande importância para a sobrevivência do
fungo, é a principal estrutura da parede celular. Dentre os fungos que possui a quitina
em sua composição está o Moniliophthora perniciosa. Esse fungo, responsável por
causar a vassoura de bruxa é um fitopatógeno da cultura do cacau (Theobroma cacao),
do qual é responsável por gerar grandes prejuízos na Bahia e aos produtores rurais
(Brasil, 2013). Com o conhecimento gerado a partir do sequenciamento do genoma
desse fungo por Souza (2012), uma alternativa para controle do fitopatógeno é o
desenvolvimento de inibidores das enzimas da rota de síntese da quitina nesse
organismo, como a quitina sintase. O estudo in silico dessa enzima permitiu a seleção
de alguns candidatos a inibidores, que devem ser testados in vitro para terem sua ação
validada foco. Souza et al.(2012). Neste trabalho propomos realizar a clonagem da
sequência codificante do gene da quitina sintase de M. perniciosa em vetor de
expressão, que viabilizará sua produção para os testes in vitro de inibidores para o
controle da vasoura de bruxa.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2356

Apontamentos

  • Não há apontamentos.