ARMAZENAMENTO DE SEMENTES DE PASSIFLORA CINCINNATA MAST

Lourival Palmeira Gonçalves Neto

Resumo


Passiflora cincinnata Mast. é uma espécie silvestre que vem chamando a atenção de pesquisadores pelos seguintes aspectos: apresenta características agronômicas favoráveis que podem ser introduzidas no maracujá comercial através do melhoramento genético; e utilizadas como porta-enxerto por possuir tolerância ao nematoide Meloidogyne incógnita (MELLETI, 2005)
O maracujazeiro é propagado preferencialmente por sementes, no entanto Nogueira Filho et al. (2005) relataram baixo percentual e a lentidão na germinação de P. alata, P. cincinnata e P. setácea, o que estão relacionados com a dormência do maracujá. O armazenamento pode ser utilizado para superação de dormência da semente de Passiflora cincinnata favorecendo uma maior uniformidade e taxa de emergência, embora alguns resultados tenha demonstrado uma rápida perda de viabilidade quando armazenadas (PEREIRA et al., 2011), sendo necessários estudos para protocolar e monitorar condições favoráveis de armazenamento para essa espécie.
O objetivo do trabalho foi monitorar a taxa de deterioração de sementes de Passiflora cincinnata em diferentes temperaturas e umidade relativa alta (envelhecimento controlado) visando o melhor armazenamento de sementes.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2367

Apontamentos

  • Não há apontamentos.