CARACTERIZAÇÃO FÍSICA E FÍSICO- QUÍMICA DE FRUTOS DE PHYSALIS CULTIVADAS NA REGIÃO DE FEIRA DE SANTANA

Samuel Pereira da Silva

Resumo


Espécies vegetais, das mais variadas famílias, têm seu uso comprovado na alimentação e na prevenção ou até mesmo no tratamento de doenças. Estas espécies com potencial alimentício e medicinal, atuando de forma conjunta, têm sido denominados alimentos funcionais e/ou nutracêuticos.
O gênero Physalis apresenta um relevante papel nesse contexto, pois em todas as partes da planta encontram-se substâncias com atividade biológica já descrita na literatura, com ênfase para os compostos fenólicos, carotenoides e as fisalinas, aos quais se atribuem várias atividades farmacológicas (Ramadan, 2011).
Por possuir sabor agradável e elevado potencial alimentício e nutricional espécies do gênero têm sido introduzidas em regiões quentes em todo o mundo (Kindscher et al. 2012). Entres as espécies mais conhecidas por seu cultivo e emprego na alimentação humana estão a P. ixocarpa Brot e P. peruviana L e P. angulata devido ao seu elevado potencial medicinal.
Porém as características do ambiente de cultivo têm papel importante em relação ao tamanho, cor, constituintes com propriedades nutricionais, sabor e tempo de maturação dos frutos (Rufato et al., 2008). Além de a variação ser decorrente da condição de cultivo, esta pode ser também devido à variabilidade genéticas entre os acessos utilizados no cultivo. Silva (2012) verificou que o local de coleta e estádio de maturação dos frutos afetou os teores de compostos bioativos e demais características dos frutos, sendo os melhores resultados obtidos em frutos completamente maduros. Estes fatos evidenciam a necessidade de desenvolvimento de estudos voltados para avaliação das modificações nas características dos frutos cultivados em diferentes condições ambientais, para o melhor aproveitamento desse importante recurso.
Assim, este trabalho objetiva verificar as características dos frutos de P. angulata, P. ixocarpa e P. peruviana produzidos nas condições ambientais de Feira de Santana-Ba, através da caracterização física e físico-química dos mesmos em dois estádios finais do desenvolvimento.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2391

Apontamentos

  • Não há apontamentos.