FÍSICA DO MEIO AMBIENTE: ESTADO DA ARTE.

Thiago Messias Moura Santos

Resumo


Os problemas socioambientais como ameaçadores a sobrevivência da vida na terra é um fenômeno relativamente novo para a humanidade. A medida que a humanidade foi se desenvolvendo industrial e tecnologicamente, e assim, se distanciando da natureza, ela passou a vê-la de forma fragmentada, como uma fonte de recursos que poderiam ser transformadas em bens consumíveis, deixando de encara-la como parte de um todo em equilíbrio. Com essa mudança de visão, logo, consequências com o passar do tempo foram surgindo, mostrando que esse tipo de visão não era sustentável: primeiro, os recursos provenientes da natureza são finitos e insuficientes para alimentar toda a demanda crescente da sociedade de consumo, e em segundo, uma pequena parcela da população desfruta do bem estar e ilusório do consumo, enquanto a grande maioria da população luta apenas para sobreviver, e são os que sofrem com os graves problemas ambientais gerados pelo próprio modelo econômico.
A questão ambiental é um dos assuntos mais polêmicos e atuais que deve ser bastante debatido e criticado. Para que esses debates e discussões acerca da questão ambiental ocorra, é necessário ter conhecimento sobre o assunto, e uma ferramenta fundamental para suprir essa necessidade é a Educação Ambiental.
Para Fien (1988), a Educação Ambiental é uma abordagem curricular de aprendizagem necessária para que indivíduos e grupos compreendam o meio ambiente com o objetivo final de desenvolver atitudes de cuidado e comprometimento, potencializando o desejo de agir de forma mais responsável no meio ambiente.
A Educação Ambiental tem como objetivos: promover a consciência clara e interesse sobre interdependência econômica, social, política e ecológica em áreas urbanas e rurais; proporcionar a cada pessoa a oportunidade de adquirir os conhecimentos, valores, atitudes, compromisso e habilidades necessárias para proteger e melhorar o ambiente; criar novos padrões de comportamento de indivíduos, grupos e sociedade como um todo em relação ao ambiente (FIEN e TILBURY, 1996).
A abordagem da Educação Ambiental geralmente ocorre de três formas (FIEN e TILBURY, 1996; HUCKLE, 1993; Le GRANGE, 2002): educação sobre o ambiente (que está ligada a educação para a gestão ambiental e controle, enfatizando o conhecimento sobre os sistemas e processos naturais), educação no/através do ambiente (onde o seu foco é ‘educação para a consciência ambiental’, enfatizando a experiência dos estudantes no ambiente, para desenvolver capacidades de clarificação de valores e competência), e educação para o ambiente (‘educação para a sustentabilidade’, que tem como foco a crítica da educação de valores, mudança e transformação social através da ação baseada na exploração e o envolvimento na resolução de problemas ambientais).
Há uma necessidade de valorizar e disseminar praticas educativas que envolva a pratica da Educação Ambiental, desse modo, vemos a importância do papel da escola tanto na divulgação e discussão dos processos científicos quanto no desenvolvimento da capacidade de compreensão, avaliação, utilização e julgamento pelo aluno, do conhecimento. Para Loureiro (2006), o processo educativo é fundamental para o desenvolvimento intelectual humano. Ressaltamos a importância do professor no âmbito escolar que deve buscar a clarificação dos valores e atitudes dos alunos no modo como percebem e avaliam os fatos ou eventos estudados, aproveitando assim para introduzir a educação ambiental no processo ensino-aprendizagem.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2477

Apontamentos

  • Não há apontamentos.