REFLEXOS DA FORMAÇÃO HUMANÍSTICA NO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

Marcus Aldrey Soares Santos

Resumo


Todo ser humano é condicionado por diversos fatores, seja em sua dimensão biológica, psíquica ou sociológica, porém, na visão antropológica de Viktor Frankl, além das dimensões supracitadas, o ser humano ainda possui outra dimensão denominada noética, que engloba as demais (biopsicosocial) e na qual se encontra suas potencialidades: pensar, refletir, poder de decisão, criatividade, senso ético, amor, busca
de sentido, liberdade, responsabilidade, etc (FRANKL, 2011; LUKAS, 1989). É a dimensão que oferece uma visão integral do ser humano (biopsicosocial- noético), não o fragmentando neste ou naquele ângulo, e que é a dimensão especificamente humana. Nenhum outro ser vivo a possui. Nesse contexto, Viktor Frankl defende que a busca por realização de sentido na vida, através da dimensão noética, é a principal força motivadora do ser humano. Quando ela é frustrada acaba por provocar uma sensação de de futilidade, falta de sentido e/ou vazio interior — denominada frustração existencial (FRANKL, 2011). Viktor Frankl afirmou que tal frustração é a neurose de nossa época, que, particularmente, demonstra estar bastante presente entre os jovens, “É compreensível que especialmente a geração jovem padece mais da sensação de falta de sentido, o que é corroborado pelos resultados de pesquisa empíricos” (FRANKL, 2007, p. 101). Esta frustração ainda é marcada por uma tríade sintomática: depressão, agressividade e dependência de drogas (FRANKL, 2008). Deste modo, em uma época marcada pelo vazio existencial, a prática pedagógica também deve ser capaz de prevenir e combater tal vazio. (GARCÍA, 2009).


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2482

Apontamentos

  • Não há apontamentos.