ENFRENTAMENTO DOS FAMILIARES DURANTE O TRABALHO DE PARTO PREMATURO

Emily da Cruz Lima

Resumo


A gestação é um processo que interfere em todos os aspectos da vida da mulher e de todas as pessoas envolvidas neste momento mágico. Este período é marcado por uma série de alterações físicas, psicológicas e por um turbilhão de sentimentos, sonhos e expectativas em relação a um período gestatório a termo e ao nascimento de um filho saudável, com características conforme as imaginadas e desejadas, sendo o momento do parto esperado por toda a família (CARVALHO et al., 2009; CUNHA et al., 2009;).
No entanto, diversos fatores podem interferir no curso normal dessa gravidez e a gestante pode ter que enfrentar um trabalho de parto prematuro (TPP), causando repercussões psicológicas para a ela e seus familiares, que somente eles podem definir. Essa vivência de uma gestação de risco e parto prematuro provocam sentimentos como frustração, impotência, culpa, insegurança e medo principalmente diante da possibilidade de sequelas ou óbito do seu recém-nascido (CUNHA et al., 2009).
Frente às complicações gestacionais que desencadeiam um TPP, a família vivencia momentos de dificuldades. Alguns relatos referem que os momentos de maior medo e ansiedade são decorrentes das adversidades dos serviços de saúde, como, por exemplo, a deficiência dos serviços de saúde diante das complicações da gestação, a falta de leitos na UTI neotanal e a deficiência médico-hospitalar, demonstrando que os estabelecimentos de saúde nem sempre estão preparados para o atendimento às intercorrências durante a gestação. Isto faz com que a parturiente e seus familiares precisem se deslocar de uma instituição de saúde para outra em busca de assistência. (ARRUDA; MARCON, 2010).
Contatou-se nesse estudo uma incipiente produção do conhecimento tanto na literatura nacional quanto na internacional acerca das experiências da família durante o trabalho de parto prematuro. Isto posto, questiona-se: como é a experiência da família durante o trabalho de parto prematuro?
O objetivo desse estudo é descrever a experiência da família durante o trabalho de parto prematuro. Este estudo é de grande relevância, pois fornece fundamentações teóricas importantes para melhor compreensão e enfretamento da família frente a um Trabalho de Parto Prematuro.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2582

Apontamentos

  • Não há apontamentos.