O DESENHO COMO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NO ENSINO DE QUÍMICA: UMA ANÁLISE ATRAVÉS DAS CONCEPÇÕES E PERSPECTIVAS DOS ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO

João Paulo Magalhães dos Santos, Mª de Fátima Mendes Paixão

Resumo


A química trilhou um caminho próprio entre as ciências, enfrentando a dificuldade de interpretação e descrição dos fenômenos de transformação da matéria, o que levou à criação de uma linguagem química (ROQUE e SILVA, 2008), abrindo espaço para o desenho como instrumento de organização de sua linguagem. Neste sentido, diversos trabalhos que exploram as metodologias de ensino dessa disciplina mostram que essa forma de expressão se faz presente em grande parte de suas ações educacionais. A nossa pesquisa teve como objetivo explorar a visão que os estudantes têm sobre o uso do desenho na aprendizagem; identificar se há um reconhecimento por parte dos estudantes sobre a importância dessa forma de expressão na construção da linguagem química, bem como identificar se há reconhecimento, por parte dos estudantes, de que as atividades que envolvem a elaboração de desenhos melhoram sua aprendizagem.O estudo revelou que os alunos são pouco estimulados a fazer desenhos para expressar sua aprendizagem e queo desenho tem sido pouco difundido como instrumento auxiliar do processo de aprendizagem no ensino de química.


Texto completo:

PDF

Referências


BELTRAN, Nelson Orlando. Ideias em Movimento. Química Nova na Escola. N° 5, Maio 1997.

COSTA, Marco Antônio F. COSTA, Maria de Fátima B. LIMA, Maria da Conceição A.L. LEITE, Sidnei Q.M. O desenho como estratégia pedagógica no ensino de ciências: o caso da biossegurança. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias Vol. 5 Nº 1 2006.

CRUZ, Vilma Aparecida Gimenes da. Pesquisa em Educação. São Paulo, Pearson Education do Brasil, 2011.

FERREIRA, Celeste R. ARROIO, Agnaldo. Visualizações no Ensino de Química: Concepções de Professores em Formação Inicial. Química Nova na Escola. Vol. 35, N° 3, p. 199-208, Agosto, 2013.

FERREIRA Poliana F.M. JUSTI, Rosália da S. Modelagem e o "Fazer Ciência". Química Nova na Escola. N° 28, Maio, 2008.

FERREIRA, Maira; PINO, José Claudio Del. Experimentação e modelagem: Estratégias para abordagem de ligações químicas no ensino médio. Revista de Ensino de Ciências e Matemática. Vol. 5. Nº 2. Julho 2003.

FIOVARANTE-TRISTÃO, Daniele Pedrosa. Psicologia da Educação II. São Paulo, Pearson Education do Brasil, 2011.

FRANCISCO JÚNIOR, Wilmo E.; FERREIRA, Luis Henrique; HARTWIG, Dácio Rodney. Experimentação Problematizadora: Fundamentos Teóricos e Práticos para a Aplicação em Salas de Aula de Ciências. Química Nova na Escola. N º 30. Novembro. 2008.

JUSTI, Rosália. Modelos e modelagem no ensino de Química: um olhar sobre aspectos essenciais pouco discutidos. Ensino de Química em Foco. 4º edição: Porto Alegre. UNIJUI, 2011. Cap. 08. pág. 209.

QUEIROZ, Ariadne Dos Santos. Contribuições do ensino de ligação iônica baseado em modelagem ao desenvolvimento da capacidade de visualização. Dissertação de mestrado apresentada a Faculdade de Educação Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/sitientibus.v0i52.3762

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Versão Impressa 0101-8841