REPRESENTAÇÃO SOCIAL DO CORPO: IMPLICAÇÕES DA IMAGEMNOS DESENHOS INFANTIS

Fátima Suely Barbosa da Silva Correia, Lilian Miranda Bastos Pacheco

Resumo


O objetivo deste artigo se inscreve na perspectiva de discutir o desenho do corpo humano produzido por crianças à luz da teoria da Representação Social ancorada nos estatutos teóricos de Moscovici (2003) e,dos estudos de Gomes (1996) e Derdyk (2003) acerca do desenho.O que se pretende traçar, ainda que de forma preliminar, é uma conexão entre os desenhos infantis sobre a figura humana e os aspectos que se revelam para além da composição visual apresentada nestes grafismos. Destacam-se alusão aos heróis dos desenhos animados e as relações de gênero.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Julia. Entre texto e imagem: título e quadro. ALCEU - v.6 - n.12 - p. 88 a 98 - jan./jun. 2006.

AMORIM, Karen Santos. Minha mãe não deixa eu brincar de carro, porque senão eu viro homem: um estudo sobre as relações de gênero no grupo cinco da Educação Infantil. IV Colóquio Internacional Educação e Contemporaneidade. ISSN 1982-3657. Setembro 2010. 16 p.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofando: introdução à Filosofia. São Paulo: Editora Moderna, 1986.

ARBEX, Márcia. As metáforas picturais de René Magritte. Letras (Santa Maria), v. 34, p. 145-160, 2007.

BORTOLETTO, Maíra. Ideologias animadas: a criança e o desenho animado. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação. UNICAMP. Campinas, SP, 2008

DERDYK, Edith. O desenho da figura humana. São Paulo: Scipione, 2003. 2ª edição. 174 p.

GOBBI, Márcia. Lápis vermelho é de mulherzinha: Desenho infantil, relações de gênero e crianças pequenas. Próposições. Campinas, vol.10 no.1(28), p.139-156, mar.1999

GOMES, Luiz Vidal Negreiros. Desenhismo. Santa Maria, Rio Grande do Sul: Editora UFSM, 1996.

KUBRUSLY, Cláudio Araújo. O que é fotografia. São Paulo: Brasiliense, 2003. – Coleção primeiros passos; 82 120p.

MATESCO, Viviane. Corpo, imagem e representação. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. 2009.

MENDONÇA, Daniel de. Notas sobre o “efeito de presença” da representação. Rev. Sociol. Polit. [online]. 2004, n. 23, pp. 79-87. ISSN 0104-4478. doi: 10.1590/S0104-44782004000200008.

MOSCOVICI, Serge.Representações Sociais: investigação em Psicologia Social.3ª edição.Petrópolis, RJ: Vozes, 2003. 404p.

RANGEL, Mary. A pesquisa de representação social na área de ensino-aprendizagem: elementos do estado da arte. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 79, n.193, set./dez. 1998. p. 72-85.

SALGADO, Raquel Gonçalves. Ser criança e Herói no Jogo e na vida: a infância contemporânea, o brincar e os desenhos animados. 2005. Tese (Doutorado em Psicologia Clínica) – Faculdade de Psicologia, PUC-Rio, Rio de Janeiro, 2005.

WECHSLER, Solange Muglia e SCHELINI, Patricia Waltz. Validade do Desenho da Figura Humana para avaliação cognitiva infantil. Aval. psicol., jun. 2002, vol.1, no.1, p.29-38. ISSN 1677-0471.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/sitientibus.v0i52.3768

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Versão Impressa 0101-8841