Desigualdades na utilização de serviços odontológicos do SUS entre adultos de 35-44 anos, em Salvador, Bahia.

Autores

  • Danillo Lyrio Oliveira
  • Pedro Henrique Presta Dias
  • Denise Nogueira Cruz
  • Maria Cristina Teixeira Cangussu
  • Sandra Garrido Barros Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.13102/rscdauefs.v10i1.5786

Palavras-chave:

Adultos, Saúde bucal, Utilização de serviços, Serviços de saúde, Adult, Oral health, Health inequalities, Health services

Resumo

Com o objetivo de caracterizar o perfil dos usuários do SUS na faixa etária de 35–44 anos e a utilização dos serviços odontológicos de Salvador, Bahia, por essa população, foi realizado um estudo de corte transversal utilizando dados secundários do Inquérito de Saúde Bucal realizado no município, em 2015. Foram analisadas as variáveis da entrevista realizada com 1.321 usuários de unidades básicas de saúde dos 12 Distritos Sanitários. Observou-se predominância do sexo feminino (78,1%), pardos e pretos (88,1%), alfabetizados (99,2%), que não recebiam benefício social (70,4%) e com necessidade de tratamento percebida (80,8%). Quanto ao uso dos serviços odontológicos no último ano observou-se: 62,4% de acesso ao dentista (consultas), 26,1% de exodontia, 31,3% de restauração, 10,2% de endodontia, 8,0% de prótese, 8,8% de cirurgia/periodontia e 23% participaram de atividades educativas. Prevaleceu a utilização dos serviços de financiamento público (p=0,02), exceto para as especialidades de endodontia e prótese (p<0,00). Verificou-se baixa utilização dos serviços e participação em atividades educativas. Há diferenças importantes na distribuição e cobertura dos serviços odontológicos entre os Distritos, que promovem desigualdades no acesso e utilização dos serviços públicos. Sugere-se a ampliação da oferta de serviços odontológicos, reorganização dos serviços quanto à marcação de consultas, horário de funcionamento, distribuição dos profissionais e modelo de atenção.

 

INEQUALITIES IN SUS DENTAL SERVICES UTILIZATION AMONG ADULTS AGED 35–44 YEARS, IN SALVADOR, BAHIA

 

ABSTRACT


Aiming to characterize the profile of users of the Unified Health System (SUS) aging 35–44 years old and the use of dental services in Salvador, Bahia, a cross-sectional study was conducted using secondary data from the Oral Health Survey taken in 2015 in the city. Interview variables with 1.321 users of basic health units in the 12 Health Districts about service utilization were analyzed. There was predominance of females (78.1%), brown and black (88.1%), literate (99.2%), who received no social assistance (70.4%) and in need of perceived treatment (80.8%). Regarding the use of dental services in the last year we obtained: 62.4% dental access (consultations), 26.1% dental extraction, 31.3% restoration, 10.2% endodontics, 8.0% prosthesis, 8.8% of surgery/ periodontics and 23% participated in educational activities. The use of publicly-funded services prevailed (p = 0.02), except for the specialties of endodontics and prosthesis (p < 0.00). There was low utilization of services and participation in educational activities. It is suggested to expand the offer of dental services, reorganization of services regarding appointment scheduling, opening hours, distribution of professionals and care model.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Roncalli AG, Tsakos G, Sheiham A, Souza GC, Watt RG. Social determinants of dental tratament needs in Brazilian adults. BMC Public Health 2014; 14:1097.

Brasil. Pesquisa Nacional de Saúde 2013: acesso e utilização dos serviços de saúde, acidentes e violências: Brasil, grandes regiões e unidades da federação/IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv94074.pdf. [2019 abr 20].

Haikal DS, Martins AMEBL, Aguiar PSH, Silveira MF, Paula AMB, Ferreira EF. O acesso à informação sobre higiene bucal e as perdas dentárias por cárie em adultos. Ciênc. saúde coletiva 2014; 19(1): 287-300.

Sampaio DML, Cruz LMFS. Perfil da utilização dos serviços odontológicos públicos e privados pela população adulta brasileira. Rev. bras. pesqui. saúde 2014; 16(3): 14-22.

Pinto RS, Matos DL, Loyola-Filho AI. Características associadas ao uso de serviços odontológicos pela população adulta brasileira. Ciênc. saúde coletiva 2012; 17(2): 531-44.

Andersen RM, Newman, JF. Societal and individual determinants of medical care utilization in the United States. Milbank Mem Fund Q Health Soc. 1973; 51(1): 95-124.

Travassos C, Martins M. Uma revisão sobre os conceitos de acesso e utilização dos serviços de saúde. Cad. Saúde Pública 2004; 20(suppl 2): 190-8.

Chaves SL, Cruz DN, Barros SG, Figueiredo AL. Avaliação da oferta e utilização de especialidades odontológicas em serviços públicos da atenção secundária na Bahia, Brasil. Cad. Saúde Pública 2011; 27(1): 143-54.

Chaves SL, Soares FF, Rossi TRA, Cangussu MCT, Figueiredo ACL, Cruz DN, et al. Caracterização do acesso e utilização de serviços odontológicos em municípios de médio porte. Ciênc. Saúde Colet. 2012; 17(11): 3115-24.

Peres KG, Peres MA, Boing AF, Bertoldi AD, Bastos JL, Barros AJD. Redução das desigualdades sociais na utilização de serviços odontológicos no Brasil ente 1998 e 2008. Rev. Saúde Públ. 2012; 46(2): 250-8.

Baldani MH, Brito WH, Lawder JAC, Mendes YBE, Silva FFM, Antunes JLF. Determinantes individuais da utilização de serviços odontológicos por adultos e idosos de baixa renda. Rev. bras. epidemiol. 2010; 13(1): 150-62.

Esteves RSS, Mambrini JVM, Oliveira ACB, Abreu MHNG. Performance of Primary Dental Care Services: An Ecological Study in a Large Brazilian City. Sci World J. 2013; 2013: 176589.

Kornis GEM, Maia LS, Fortuna RFP. Evolução do financiamento da atenção à saúde bucal no SUS: uma análise do processo de reorganização assistencial frente aos incentivos federais. Physis 2011; 21(1): 197-215.

Camargo MBJ, Dumith SC, Barros AJD. Uso regular dos serviços odontológicos entre adultos: padrões de utilização e tipos de serviços. Cad. Saúde Pública 2009; 25(9): 1894-906.

Araújo CS, Lima RC, Peres MA, Barros AJD. Utilização dos serviços odontológicos e fatores associados: um estudo de base populacional no Sul do Brasil. Cad. Saúde Pública 2009; 25(5): 1063-72.

Nico LS, Andrade SSCA, Malta DC, Pucca-Junior GA, Peres MA. Saúde Bucal autorreferida da população adulta brasileira: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013. Ciênc. Saúde Colet. 2016;21(2):389-98.

Miranda CDBC, Peres MA. Determinantes da utilização de serviços odontológicos entre adultos: um estudo de base populacional em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Cad. Saúde Pública 2013;29(11):2319-32.

Trad LAB, Castellanos MEP, Guimarães MCS. Acessibilidade à atenção básica a famílias negras em bairro popular de Salvador, Brasil. Rev. Saúde Públ. 2012;46(6):1007-13.

Bandhari B, Newton JT, Bernabé E. Income inequality and use of dental services in 66 countries. J Dent Res 2015;94 (8):1048-1054.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. 116 p. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pesquisa_nacional_saude_bucal.pdf. [2019 abr 20].

Constante HM, Peres MA, Schroeder FC, Bastos JL. Mediators between education and dental pain: a cross-sectional study to assess the role of dental services utilization. Eur J Oral Sci 2016; 124 (1): 62-67.

Manski R, Moeller J, Chen H, Widstrom E, Listl S. Disparity in dental attendance among older adult populations: a comparative analysis across selected European countries and the USA. Int Dent J 2016; 66(1):36-48.

Oliveira LS, Almeida LGN, Oliveira MAS, Gil GB, Cunha ABO, Medina MG, et al. Acessibilidade a atenção básica em um distrito sanitário de Salvador. Ciênc. Saúde Colet. 2012; 17(11): 3047-56.

Cunha ABO, Silva LMV. Acessibilidade aos serviços de saúde em um município do Estado da Bahia, Brasil, em gestão plena do sistema. Cad. Saúde Pública 2010; 26(4): 725-37.

Cardoso MO, Vieira-da-Silva LM. Avaliação da cobertura da atenção básica à saúde em Salvador, Bahia, Brasil (2000 a 2007). Cad. Saúde Pública 2012; 28(7): 1273-84.

Downloads

Publicado

2020-12-27

Como Citar

Oliveira, D. L., Dias, P. H. P., Cruz, D. N., Cangussu, M. C. T., & Barros, S. G. (2020). Desigualdades na utilização de serviços odontológicos do SUS entre adultos de 35-44 anos, em Salvador, Bahia. Revista De Saúde Coletiva Da UEFS, 10(1), 90–99. https://doi.org/10.13102/rscdauefs.v10i1.5786

Edição

Seção

Artigos
Share |