ESTRESSE NO PROCESSO DE TRABALHO NA ÓTICA DE TRABALHADORES DA SAÚDE DE UMA PENITENCIÁRIA DO ESTADO DA BAHIA

Autores

  • Alana Merces de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.vi24.6730

Resumo

O trabalho nas penitenciárias encontra-se entre os mais deteriorantes pela vinculação a demandas altíssimas, pouco controle das circunstâncias e baixo reconhecimento social (AUDI et al., 2016). Os trabalhadores da equipe de saúde prisional (ESP) apresentam-se vulneráveis ao estresse em seu processo de trabalho (PT), repercutindo no desempenho e na qualidade da atenção à saúde (BARBOSA et al., 2018), além do prejuízo à sua saúde física e mental (MUÑOZ, 2018).

Downloads

Publicado

2021-10-29