PERDA DENTÁRIA E USO DE PRÓTESES EM ADULTOS DE 35 A 44 ANOS

Autores

  • Christian Almeida Santos

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.vi24.6737

Resumo

Na estruturação histórica da prática odontológica, era tradicional a utilização da extração dentária para extinguir um sintoma da doença, restabelecendo a normalidade, que seria o fato de não sentir dor, todavia, instalava a anormalidade, que se expressa pelo fato da perda de dentes1. A perda dentária é um importante indicador de saúde bucal, por demonstrar a falta de cuidado no campo odontológico, resultante do aumento do nível de gravidade da doença, do modelo de atenção à saúde bucal adotado e do modo que a doença é entendida.

Downloads

Publicado

2021-10-29