MODALIDADES DE PESCA E COMPOSIÇÃO DAS CAPTURAS DE BUDIÕES NA APA DAS ILHAS DE TINHARÉ E BOIPEBA

Autores

  • Hémille Mariane Dias Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.13102/semic.vi24.6799

Resumo

A costa litorânea do Brasil conta com uma extensa área recifal com alto endemismo de espécies de corais, esponjas e peixes (Castro, 2003; Floeter & Gasparini, 2000; 2001) o que caracteriza a sua importância ecossistêmica. Peixes característicos dos recifes brasileiros são os que se agrupam na categoria comercial “budião”, o budião-azul, Scarus trispinosus Valenciennes, 1840; o budião-palhaço, Scarus zelindae (Moura, Figueiredo e Sazima, 2001); budião-batata, Sparisoma frondosum (Agassiz, 1831); e o budião-verde, Sparisoma axillare, (Steindachner, 1878). Esses animais se encontram na lista vermelha de espécies ameaçadas de extinção e atualmente há no Brasil duas portarias publicadas pelo governo federal que estabelecem normas de ordenamento pesqueiro destas espécies e são, Portaria Interministerial nº59-B, de 9/11/2018 – Budião-azul e Portaria Interministerial nº63, de 31/12/2018 – outros budiões.

Downloads

Publicado

2021-10-29

Edição

Seção

Ciências Biológicas